Moradores de União da Vitória enfrentam nível mais baixo da história do Rio Iguaçu

COMPARTILHE
Rio Iguaçu em maio de 2020. Foto: Arquivo pessoal/Edegar Gasnhar
Moradores de União da Vitória, no sul do Paraná, enfrentaram o nível mais baixo da história do Rio Iguaçu - após vivenciarem, por anos, as maiores enchentes da cidade.

O recorde, conforme o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), foi registrado em maio quando o rio atingiu 1,29 metro, sendo que o normal é 2,7 metro. É a pior seca do rio desde 1931 - quando o monitoramento foi iniciado.

A população da cidade tem histórias marcadas pela água que, rápida e insistente, levou muitas vezes além de objetos, também alguns sonhos.
"Não é que a gente se acostuma com abundância da água, mas a gente vê que pessoas acabam desistindo de muitas coisas depois da enchente, perde emprego, deixa de estudar, infelizmente é assim. Esse ano não choveu aqui, só garoa. Foi bem atípico. São extremos que prejudicam muito", diz Maria Regina Martins Gelchaki.
Menor nível do Iguaçu

O Rio Iguaçu é monitorado continuamente há quase 90 anos. Na primeira quinzena de maio de 2020, o nível do rio, em União da Vitória, ficou em menos de um metro e meio, de acordo com Arlan Scortegagna Almeida, engenheiro sanitarista e ambiental do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar).

Almeida explica que os baixos níveis registrados neste ano resultaram na pior seca da série histórica.

Foto: Arquivo pessoal/Aline Gasnhar
Antes disso, anos de seca no Alto Iguaçu ocorreram em 1985/1986, 1963 e 2006, mas nenhuma foi tão severa quanto em 2020.

Dores da enchente

Maria Regina mora em União da Vitória há quase 50 anos e, vendo a situação atual do rio, conta que é inevitável não relembrar tudo o que passou por causa dele. A moradora presenciou, em 1983, a considerada pior enchente da cidade e também outras duas grandes que ocorreram em 1992 e 2014.

Ela conta que, na manhã que antecedeu a tragédia em 83, foi trabalhar com o pai de bicicleta e os dois ouviram um apito do trem, mas, mesmo com a chuva forte, não pensaram que se agravaria. O sinal do trem era para alertar o povo que a água do rio estava subindo. 

União da Vitória é caracterizada por fortes enchentes, que cobriram boa parte da cidade. Foto: Arquivo pessoal/Luíza Helena/Edegar Gasnhar
Horas depois, a família ligava na empresa para que Maria Regina e o pai voltassem para ajudar a salvar algumas coisas, mas eles não foram, afinal, a casa não ficava próxima ao rio.

Durante a tarde, o responsável pela empresa retornou falando sobre o desespero da irmã, e eles resolveram voltar para casa.
"A gente 'se mandou' de bicicleta pela ponte de ferro, dava uns 10 km de distância. Lá de cima já se via a cidade debaixo d'água. Saímos com a roupa do corpo, os documentos e uma sacola com comida. Minha mãe doente teve que ser resgatada com um trator. Foi difícil olhar para trás e deixar tudo. Não era grande coisa, mas era o que a gente tinha", disse.
Foi mais de um mês fora de casa até que o rio abaixasse. A família se alojou em um pavilhão com outras 30 famílias e apenas dois fogões. As doações de cobertores e roupas demoraram a chegar e, conforme Maria Regina, por ser um bairro afastado "só chegou o resto do resto".

Impacto da estiagem severa

De acordo com a Prefeitura de União da Vitória, na cidade que passou por tantas situações difíceis, de reconstrução por anos, em 2020 ocorreu o inesperado: a seca do Rio Iguaçu.

O monitoramento dele é realizado em conjunto pela Companhia Paranaense de Energia (Copel), Simepar e Instituto Água e Terra (IAT).
"A cidade nunca tinha visto uma seca tão intensa. Até em momento crítico de pandemia, onde as pessoas tinham que ficar em isolamento domiciliar, o Rio Iguaçu foi meio que um ponto turístico, as pessoas se reuniam para ver o quão baixo ele estava nesse período", comentou o prefeito Santin Roveda.
Conforme a prefeitura, este foi, na verdade, um dos "problemas" da seca para a região, uma vez que não houve racionamento de água. "As pessoas começaram a economizar muita água, e foi um ponto positivo para que não tivesse a necessidade de uma atitude drástica".

O engenheiro sanitarista e ambiental, Arlan Scortegagna Almeida, afirma que apesar de União da Vitória ser caracterizada pelas grandes enchentes de 1983, 1992 e 2014, não há nada de anormal nesse processo de extremos.

"O rio passa por períodos de vazões altas que causam as enchentes e períodos de baixa vazão que causam as secas. Esse é o comportamento da natureza, é inevitável. Esses eventos extremos têm menor probabilidade de ocorrer, mas infelizmente acontecem".

Antes disso, anos de seca no Alto Iguaçu ocorreram em 1985/1986, 1963 e 2006, mas nenhuma foi tão severa quanto em 2020.

Nome

Acidente,42,Acidente na BR-280,63,Agressão,1,Agricultura,18,Auxílio Emergencial,4,Bela Vista do Toldo,46,Brasil,473,Campo Alegre,2,Canoinhas,1551,Censura,1,Coronavírus,295,Crime,23,Crime Ambiental,5,Cultura,49,Curiosidades,32,Denúncia,1,Destaque,88,Diversidades,4,Economia,181,Educação,142,Eleições,24,Emprego,5,Entretenimento,14,Esporte,28,Estado é responsável,1,Fake News,1,Famosos,12,Feminicídio,15,Frio,1,Golpe,2,Homenagem,15,Humor,5,Incêndio,14,Inusitado,1,Irineópolis,74,Itaiópolis,75,Jaraguá do Sul,3,Joinville,34,Leilão,1,Lockdown,1,Mafra,182,Mais do mesmo,1,Major Vieira,197,Manchete,908,Matos Costa,1,Memórias,10,Minas Gerais,2,Monte Castelo,36,Nossa história,23,Notícias Internacionais,69,Ocorrências Policiais,791,Papanduva,123,Paraná,301,Polícia Ambiental,101,Polícia Civil,73,Política,718,Porto União,169,Previsão do tempo,161,Redes Sociais,30,regio,1,Regional,1711,Rio Canoinhas,21,Rio Grande do Sul,40,Rio Negrinho,87,Santa Catarina,1531,Santa Cecília,19,São Bento do Sul,62,São Mateus do Sul,49,Saúde,273,Segurança,1,Sério isso?,1,Solidariedade,52,Tecnologia,1,Timbó Grande,15,Tráfico,1,Tragédia em Minas Gerais,10,Tragédia no sul catarinense,1,Trânsito,2,Três Barras,597,União da Vitória,50,Utilidade Pública,332,Variedades,1096,Violência contra mulher,29,
ltr
item
Canoinhas Online: Moradores de União da Vitória enfrentam nível mais baixo da história do Rio Iguaçu
Moradores de União da Vitória enfrentam nível mais baixo da história do Rio Iguaçu
https://1.bp.blogspot.com/-jUJHAofsN80/X07R0FKREiI/AAAAAAAAh8U/ftcY8wbnCWsqNHQ45hI7SaJOCO1LOZx5gCNcBGAsYHQ/s320/seca%2Buni%25C3%25A3o%2Bda%2Bvit%25C3%25B3ria.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-jUJHAofsN80/X07R0FKREiI/AAAAAAAAh8U/ftcY8wbnCWsqNHQ45hI7SaJOCO1LOZx5gCNcBGAsYHQ/s72-c/seca%2Buni%25C3%25A3o%2Bda%2Bvit%25C3%25B3ria.jpg
Canoinhas Online
https://www.canoinhasonline.com.br/2020/09/moradores-de-uniao-da-vitoria-enfrentam.html
https://www.canoinhasonline.com.br/
https://www.canoinhasonline.com.br/
https://www.canoinhasonline.com.br/2020/09/moradores-de-uniao-da-vitoria-enfrentam.html
true
314757626133630520
UTF-8
Carregar todas as notícias Not found any posts Ver mais Continue lendo Reply Cancel reply Delete Por Home PÁGINAS PÁGINAS Ver mais RECOMMENDED FOR YOU Resultado para ARQUIVO PESQUISAR TODAS AS NOTÍCIAS Not found any post match with your request Back Home Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutos atras 1 hora atrás $$1$$ hora atrás Ontem $$1$$ dia atrás $$1$$ semana atrás mais de 5 semanas atrás Follow Este conteúdo é Premium Compartilhe para desbloquear Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy