Moradora de Porto União entra na justiça por mau atendimento em posto de saúde

COMPARTILHE
Com base nos argumentos da Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina (PGE), a Justiça reconheceu que não cabe indenização em ação movida por mulher, moradora de Porto União, que considerou inadequado o atendimento realizado num posto de saúde - o que teria ocasionado o atraso no diagnóstico de acidente vascular cerebral (AVC). 

O desembargador entendeu que os médicos utilizaram os meios e instrumentos disponíveis e empregaram as técnicas recomendadas.

Em 2013, a mulher moveu ação contra o município de Porto União e o Estado de Santa Catarina requerendo a indenização por danos morais e materiais, no valor de R$ 100 mil, pois, segundo ela, os médicos que lhe atenderam por meio do SUS atrasaram o diagnóstico de AVC. 

Para ela, a demora e a má prestação do atendimento médico e ambulatorial ocasionaram o agravamento do quadro de saúde.

Por meio do laudo pericial, a PGE apresentou nos autos que não foi comprovada a culpa dos médicos, requisito para existir a indenização. 

A Procuradoria também discutiu que a autora demorou para procurar atendimento médico e não sofreu graves sequelas motoras ou neurológicas.

“A procedência de pedido dessa natureza depende da comprovação inequívoca da culpa do profissional médico e do estabelecimento ao qual o mesmo é vinculado, do nexo causal e do dano, com prova idônea, suficiente e inequívoca dos fatos alegados, o que não se mostra presente”, ressaltou.

O Estado também argumentou que é parte ilegítima no processo, pois, no caso, cabe aos municípios a execução da ação, já que o posto de saúde faz parte do sistema municipal de atendimento, e não do estadual. Dessa forma, Santa Catarina não é responsável por agentes públicos municipais.

Em primeira instância, o Juízo da 2ª Vara Cível da Comarca de Porto União julgou improcedentes os pedidos da autora, sob o fundamento de que não houve conduta ilícita do ponto de vista médico e de que não resultaram sequela.

A autora recorreu argumentando que o dano moral não decorre das sequelas, mas do período pelo qual se prolongou o tratamento, que poderia ter sido evitado se o diagnóstico tivesse sido correto desde o início. E destacou que não teve a oportunidade para a produção de provas.
No acórdão, a Justiça manteve a decisão favorável ao Estado. O desembargador apontou, primeiramente, que a autora teve todo o decurso do processo para reiterar, se fosse o caso, o interesse da produção de provas, mas mesmo assim não se pronunciou. 

No documento, o magistrado reconheceu que as provas pericial e documental, produzidas são suficientes para demonstrar que os médicos empregaram corretamente a técnica exigida para o caso e que a autora não teve prejuízo mais grave, afastando a indenização por danos morais e materiais.

Mulher moveu ação contra o município de Porto União e o Estado de Santa Catarina requerendo a indenização no valor de R$ 100 mil.

Nome

Acidente,38,Acidente na BR-280,63,Agressão,1,Agricultura,16,Auxílio Emergencial,4,Bela Vista do Toldo,44,Brasil,468,Campo Alegre,2,Canoinhas,1535,Censura,1,Coronavírus,288,Crime,22,Crime Ambiental,5,Cultura,49,Curiosidades,32,Denúncia,1,Destaque,75,Diversidades,4,Economia,180,Educação,142,Eleições,17,Emprego,5,Entretenimento,14,Esporte,28,Estado é responsável,1,Fake News,1,Famosos,12,Feminicídio,15,Frio,1,Golpe,2,Homenagem,15,Humor,5,Incêndio,12,Inusitado,1,Irineópolis,74,Itaiópolis,75,Jaraguá do Sul,3,Joinville,34,Leilão,1,Lockdown,1,Mafra,180,Mais do mesmo,1,Major Vieira,195,Manchete,908,Matos Costa,1,Memórias,10,Minas Gerais,2,Monte Castelo,36,Nossa história,23,Notícias Internacionais,69,Ocorrências Policiais,782,Papanduva,121,Paraná,300,Polícia Ambiental,101,Polícia Civil,72,Política,707,Porto União,167,Previsão do tempo,161,Redes Sociais,30,regio,1,Regional,1703,Rio Canoinhas,20,Rio Grande do Sul,40,Rio Negrinho,86,Santa Catarina,1504,Santa Cecília,19,São Bento do Sul,62,São Mateus do Sul,49,Saúde,271,Segurança,1,Sério isso?,1,Solidariedade,52,Tecnologia,1,Timbó Grande,15,Tráfico,1,Tragédia em Minas Gerais,10,Tragédia no sul catarinense,1,Trânsito,2,Três Barras,592,União da Vitória,50,Utilidade Pública,332,Variedades,1089,Violência contra mulher,27,
ltr
item
Canoinhas Online: Moradora de Porto União entra na justiça por mau atendimento em posto de saúde
Moradora de Porto União entra na justiça por mau atendimento em posto de saúde
https://1.bp.blogspot.com/-MLFbQiJ63zY/X0RHP9MfY-I/AAAAAAAAhs4/nsXU01z_dfQEiAvX5ONChYFCCmYa9axAQCNcBGAsYHQ/s320/MAU%2BATENDIMENTO%2BPOSTO%2BDE%2BSAUDE%2BPORTO%2BUNIAO.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-MLFbQiJ63zY/X0RHP9MfY-I/AAAAAAAAhs4/nsXU01z_dfQEiAvX5ONChYFCCmYa9axAQCNcBGAsYHQ/s72-c/MAU%2BATENDIMENTO%2BPOSTO%2BDE%2BSAUDE%2BPORTO%2BUNIAO.jpg
Canoinhas Online
https://www.canoinhasonline.com.br/2020/08/moradora-de-porto-uniao-entra-na.html
https://www.canoinhasonline.com.br/
https://www.canoinhasonline.com.br/
https://www.canoinhasonline.com.br/2020/08/moradora-de-porto-uniao-entra-na.html
true
314757626133630520
UTF-8
Carregar todas as notícias Not found any posts Ver mais Continue lendo Reply Cancel reply Delete Por Home PÁGINAS PÁGINAS Ver mais RECOMMENDED FOR YOU Resultado para ARQUIVO PESQUISAR TODAS AS NOTÍCIAS Not found any post match with your request Back Home Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutos atras 1 hora atrás $$1$$ hora atrás Ontem $$1$$ dia atrás $$1$$ semana atrás mais de 5 semanas atrás Follow Este conteúdo é Premium Compartilhe para desbloquear Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy