Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE
HIDE_BLOG
Textual description of firstImageUrl

Comandante da PM de SC pode assumir a Secretaria Nacional de Segurança Pública

Araújo Gomes deixa o comando da Polícia Militar para assumir a SENASP. O novo ministro da Justiça, André Mendonça, decidiu substituir o...

Araújo Gomes deixa o comando da Polícia Militar para assumir a SENASP.

O novo ministro da Justiça, André Mendonça, decidiu substituir o general Guilherme Theophilo, secretário nacional de Segurança Pública, e escolheu nomear para o cargo o coronel da Polícia Militar de Santa Catarina, Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, que é natural de Canoinhas.

A Defenda PM publicou em sua redes sociais que o Coronel Araújo Gomes – atual comandante da Polícia Militar de Santa Catarina e Presidente do CNCG - Conselho Nacional de Comandantes Gerais PM/CBM – reúne todas as qualidades necessárias para dirigir este órgão do Governo Federal que é fundamental para o bem-estar de todos os brasileiros que anseiam por mais segurança neste país tão violento.

Por conta da ida de Araújo para a SENASP, A Polícia Militar de Santa Catarina tem um novo comandante-geral: Dionei Tonet.

O coronel está na PM desde 1992. Ele foi apresentado em pronunciamento em vídeo do governo do estado na noite desta sexta-feira (8). 
Coronel Dionei Tonet, da PM de Santa Catarina — Foto: SECOM

Durante o pronunciamento, o novo comandante disse que manterá os projetos que a PM têm e que quer fazer uso de tecnologia para melhorar a segurança pública. O governador Carlos Moisés (PSL) afirmou que Araújo Gomes irá para a Secretaria Nacional da Segurança Pública.

Biografia

De acordo com a PM, o novo comandante-geral tem especialização em trânsito, gestão de pessoas e administração da segurança pública. Ele também fez aperfeiçoamento em mediação comunitária.

Na Polícia Militar, foi comandante da 3ª Companhia de Taió, no Vale do Itajaí, em 2011, e subcomandante do 13º Batalhão, em Rio do Sul, na mesma região, em 2012.

Também foi, em 2014, diretor do Colégio Policial Militar de Florianópolis. Em 2019, foi conselheiro da Comissão de Anistia do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos do governo federal. Atualmente, era diretor de instrução e ensino.