Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE
HIDE_BLOG
Textual description of firstImageUrl

Cachorro morre baleado durante ação policial em Blumenau

O policial teria tentado se desvencilhar do ataque, com chutes e empurrões, mas mesmo assim o cão não cessou o ataque. Foto: PMSC/Divulgaç...

O policial teria tentado se desvencilhar do ataque, com chutes e empurrões, mas mesmo assim o cão não cessou o ataque. Foto: PMSC/Divulgação
Um cachorro morreu ao ser baleado por um policial militar no Morro Dona Edith, no bairro Velha Grande, em Blumenau, na tarde desta terça-feira (19).

O animal de grande porte teria avançado no agente, que tentou se proteger com empurrões e chutes. Sem sucesso, atirou no cão. 

A tutora dele foi autuada por omissão de cautela, já que o cachorro estava solto na rua sem qualquer tipo de proteção (como focinheira ou coleira).

De acordo com o Tenente Nicolas Marques, o ataque aconteceu durante as buscas por um carro que foi roubado por volta das 13h45min desta terça-feira (19). Uma mulher foi rendida por dois bandidos na Rua José Reuter, que levaram o Fiat Mobi dela. A PM, com o auxílio das câmeras espalhadas pela cidade, iniciou a procura.

Uma viatura subiu o Morro Dona Edith e, ao fazer o retorno no topo da via, seguiu o protocolo exigido pela instituição: em locais considerados de risco, um dos policiais desce do veículo para analisar a área enquanto o outro manobra o carro. Foi neste momento que o cão teria atacado o agente.

— O policial tentou de todo modo desvencilhar do ataque, com chutes e empurrões, mas mesmo assim o cão não cessou o ataque — conta Marques.

Após a morte do animal, a moradora responsável por ele foi identificada e autuada por omissão de cautela. A pena para este tipo de contravenção penal pode chegar a uma prisão simples (de 10 dias a dois meses) ou multa.

O Fiat foi encontrado na Rua Willi Henkels, que liga a região da Velha com o Garcia e devolvido à proprietária. Os suspeitos, porém, conseguiram fugir.