Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE
HIDE_BLOG
Textual description of firstImageUrl

Após dois meses do registro do 1º caso, Santa Catarina tem 1.878 recuperados da Covid-19

O Governo do Estado informou nesta segunda-feira (11), que 1.878 pacientes de Covid-19 podem ser considerados recuperados em Santa Catar...


O Governo do Estado informou nesta segunda-feira (11), que 1.878 pacientes de Covid-19 podem ser considerados recuperados em Santa Catarina.

No momento não é possível utilizar com segurança o termo "curados", pois ainda não há confirmação científica de que o vírus não possa ser contraído por mais de uma vez pela mesma pessoa.

O dado contabiliza quem teve alta da internação hospitalar em enfermarias e unidades de terapia intensiva e também abrange aqueles pacientes com casos leves após um período superior a 20 dias desde o início dos sintomas.

Do começo da pandemia até o momento, 3.529 casos foram confirmados em território catarinense. 

Os números divulgados em coletiva pelo governador Carlos Moisés e secretário de Estado, André Motta Ribeiro mostram que além dos 1.878 recuperados, existem 1.582 casos ativos e 69 óbitos. Tais dados serão divulgados diariamente.

Nesta segunda-feira, o estado tinha 113 pacientes estão internados nas redes pública e privada em leitos de unidade de terapia intensiva (UTI), entre casos confirmados de infecção por coronavírus (60) e suspeitos (53). 

Atualmente, o Estado está com 498 leitos de UTI reservados para pessoas com Covid-19 pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a ocupação é de 17,1%. O tempo médio de ocupação hospitalar é 13,9 dias.

Nesta terça-feira (12),  completam dois meses do registro dos primeiros casos confirmados em Santa Catarina e do início dos trabalhos do Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes). 

Temos repetido diariamente os pedidos para que nosso cidadão permaneça em casa se não há a necessidade de sair. Não podemos afrouxar. As recomendações como o uso de máscaras e álcool em gel são fundamentais. Água e sabão resolvem muita coisa em termos de prevenção a infecções”, afirmou o secretário André Motta.