Ministério Público diz que municípios não podem flexibilizar o que o Estado restringiu

COMPARTILHE
Em Canoinhas, prefeito autorizou a abertura de restaurantes, padarias, lanchonetes e academias. Foto: Canoinhas Online
O Ministério Público de Santa Catarina publicou um posicionamento institucional, afirmando que recorrerá até a última instância para proteger a saúde e a vida dos catarinenses no enfrentamento da covid-19.

O posicionamento institucional é claro: os municípios não podem flexibilizar aquilo que o Estado restinguiu. Qualquer norma de redução da saúde é indevida e inconstitucional. 

Os princípios da prevenção e da precaução se impõem para a proteção da saúde.

Em Canoinhas, na noite de domingo (19), o prefeito Beto Passos assinou dois decretos que permitem a abertura de restaurantes, padarias, lanchonetes e academias no município.

Em Papanduva, o prefeito municipal também tentou flexibilizar as regras de isolamento mas foi impedido pelo MPSC.

No sábado (18), o Tribunal de Justiça acolheu mandado de segurança impetrado pelo MPSC e suspendeu decreto municipal que permitia a frequência das praias de Balneário Camboriú. O mesmo aconteceu em outros municípios como Indaiatuba e Xaxim.

O Ministério Público lembra que os municípios podem e devem adotar restrições adicionais ao decreto estadual se forem necessárias para a proteção e a defesa da saúde pública, como forma de colocar em prática as suas estratégias de contenção da pandemia, as quais devem estar devidamente fundamentadas pela autoridade sanitária consoante o interesse local.

O decreto estadual 562 editado pelo Governo do Estado de Santa Catarina na sexta-feira (17), além de decretar estado de calamidade pública em Santa Catarina, reforça que até 31 de maio estão proibidas a concentração e a permanência de pessoas em espaços públicos ou coletivos.

Tais medidas não são contra o direito de ir e vir, mas tão somente limitam temporariamente as formas de seu exercício em favor do bem maior, que é a proteção da vida.

Se os números oficiais de Santa Catarina apontam o controle temporário dos reflexos severos da doença, tal se dá, justamente, pelo fortalecimento da medida de isolamento social como importante instrumento de contenção à pandemia. 

O cenário, porém, pode se inverter rapidamente, nas regiões em que se tentam relativizar as restrições, medida que prejudicará não apenas a população local mas, também, todos os demais catarinenses, que serão afetados pela profusão regional da contaminação.

Portanto, o Ministério Público continuará utilizando de todos os meios possíveis, dentro de suas atribuições constitucionais e legais, visando a defender a vida e a saúde, certo de que uma flexibilização das normas sanitárias desprovida de amparo científico pode potencializar a contaminação pela Covid-19 e colocar ainda mais em risco a saúde pública no Estado.

FONTE: MINISTÉRIO PÚBLICO DE SANTA CATARINA
Nome

Acidente,61,Acidente na BR-280,66,Agressão,1,Agricultura,18,Artigo de Opinião,1,Auxílio Emergencial,4,Bela Vista do Toldo,46,Brasil,490,Campo Alegre,2,Canoinhas,1614,Censura,1,Coronavírus,324,Crime,34,Crime Ambiental,6,Cultura,49,Curiosidades,33,Denúncia,1,Destaque,137,Diversidades,4,Economia,191,Educação,151,Eleições,52,Emprego,9,Entretenimento,14,Esporte,29,Estado é responsável,1,Fake News,1,Famosos,14,Feminicídio,16,Frio,1,Golpe,2,Homenagem,15,Humor,5,Incêndio,20,Inusitado,1,Irineópolis,74,Itaiópolis,75,Jaraguá do Sul,5,Joinville,35,Leilão,1,Lockdown,1,Mafra,190,Mais do mesmo,1,Major Vieira,200,Manchete,908,Matos Costa,1,Memórias,10,Minas Gerais,2,Monte Castelo,38,Nossa história,23,Notícias,5,Notícias Internacionais,70,Ocorrências Policiais,816,Papanduva,131,Paraná,311,Polícia Ambiental,104,Polícia Civil,76,Política,735,Porto União,173,Previsão do tempo,166,Redes Sociais,31,Regional,1733,Rio Canoinhas,22,Rio Grande do Sul,40,Rio Negrinho,91,Santa Catarina,1626,Santa Cecília,19,São Bento do Sul,65,São Mateus do Sul,50,São Paulo,2,Saúde,277,Segurança,1,Sério isso?,1,Solidariedade,53,Tecnologia,2,Timbó Grande,16,Tráfico,1,Tragédia em Minas Gerais,10,Tragédia no sul catarinense,1,Trânsito,3,Três Barras,606,União da Vitória,50,Utilidade Pública,334,Variedades,1134,Violência contra mulher,31,
ltr
item
Canoinhas Online: Ministério Público diz que municípios não podem flexibilizar o que o Estado restringiu
Ministério Público diz que municípios não podem flexibilizar o que o Estado restringiu
MPSC diz que qualquer norma de redução da saúde é indevida e inconstitucional.
https://1.bp.blogspot.com/--wXtRfq005g/Xp3-nmKDK4I/AAAAAAAAdqU/MD44s6k8h_w5uICcgK6Mch3SCPrq-aqaQCNcBGAsYHQ/s320/canoinhas%2Babre%2Brestaurantes%2Be%2Bacademias.JPG
https://1.bp.blogspot.com/--wXtRfq005g/Xp3-nmKDK4I/AAAAAAAAdqU/MD44s6k8h_w5uICcgK6Mch3SCPrq-aqaQCNcBGAsYHQ/s72-c/canoinhas%2Babre%2Brestaurantes%2Be%2Bacademias.JPG
Canoinhas Online
https://www.canoinhasonline.com.br/2020/04/ministerio-publico-diz-que-municipios.html
https://www.canoinhasonline.com.br/
https://www.canoinhasonline.com.br/
https://www.canoinhasonline.com.br/2020/04/ministerio-publico-diz-que-municipios.html
true
314757626133630520
UTF-8
Carregar todas as notícias Não encontrou nenhuma postagem Ver mais Continue lendo Resposta Cancelar resposta Deletar Por Home PÁGINAS PÁGINAS Ver mais RECOMMENDED FOR YOU Resultado para ARQUIVO PESQUISAR TODAS AS NOTÍCIAS Não foi encontrada nenhuma correspondência com o seu pedido Voltar para página inicial Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutos atras 1 hora atrás $$1$$ hora atrás Ontem $$1$$ dia atrás $$1$$ semana atrás mais de 5 semanas atrás Follow Este conteúdo é Premium Compartilhe para desbloquear Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy