Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE
HIDE_BLOG
Textual description of firstImageUrl

Exploração do xisto em SC será tema na Comissão de Constituição e Justiça nesta terça, 16

Relator do PL que proíbe a exploração do xisto no Estado de Santa Catarina diz que este é um momento decisivo para o debate . Moradores ...

Relator do PL que proíbe a exploração do xisto no Estado de Santa Catarina diz que este é um momento decisivo para o debate.
Moradores de municípios do planalto norte catarinense estão preocupados com a possibilidade da exploração de xisto betuminoso na região.

Os estudos sobre a existência do minério na região norte de Santa Catarina foram feitos pelo Ministério de Minas e Energia. Apesar do conhecimento da reserva do minério ser de décadas, a população só soube da possível exploração no ano passado.

A extração do é feita a metros de profundidade, retirando a camada de terra produtiva. A exploração do material ainda pode resultar na liberação de elementos poluentes, como metais pesados e sais, no solo, na água e até no ar.

A preocupação da população são os impactos ambientais que a extração pode gerar aos municípios, a mineração pode contaminar, principalmente, os recursos hídricos. Os moradores temem que isso prejudique o setor agropecuário – principal vocação econômica da região.

Debate na Comissão de Constituição e Justiça

Setores ligados à Ecologia, Educação Ambiental e integrantes de Frentes, Conselhos e outros grupos ligados à pauta estão antenados na sessão da Comissão de Constituição e Justiça que ocorrerá às 10 horas nesta terça-feira (16), Sala das Comissões, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina - ALESC.

O deputado Fabiano da Luz (PT), coordenador da Frente das Barragens e do Fórum pelas Energias, Água e Solo, reitera que este é um momento decisivo para o debate sobre o Xisto.

Ele é o relator do PL 145/2019, de autoria do deputado Valdir Cobalchini (MDB). O Projeto de Lei proíbe a exploração do mineral denominado xisto no Estado de Santa Catarina e tem como relator o deputado Fabiano da Luz.