Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE
FALSE

Archive Pages Design$type=blogging$count=7

TRUE
HIDE_BLOG
Textual description of firstImageUrl

Bombeira ganha Medalha de Bravura por arriscar sua própria vida para defender equipe

A Cabo Bombeira Militar Stefania Adaime Veit hoje integra o 9º BBM de Canoinhas. Facebook/Reprodução Durante o atendimento a uma ocorrên...

A Cabo Bombeira Militar Stefania Adaime Veit hoje integra o 9º BBM de Canoinhas. Facebook/Reprodução
Durante o atendimento a uma ocorrência cotidiana do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), que aconteceu no mês de maio de 2017, na cidade de Florianópolis, uma bombeira militar teve destaque de atuação, que rendeu a ela uma promoção por ato de bravura, a primeira concedida a uma mulher na história da corporação.

A Cabo BM Stefania Adaime Veit, na época Soldado, estava em atuação no 1º Batalhão Bombeiro Militar, com sede em Florianópolis, quando a equipe de plantão foi acionada para uma ocorrência de parada cardiorrespiratória.

Enquanto os profissionais estavam realizando o procedimento padrão para a situação, a mãe da vítima, que estava em estado de choque, surpreendeu a todos, visivelmente transtornada e com uma arma de fogo, ameaçando disparar contra os bombeiros militares que estavam no local.

Embora familiares tenham tentado segurá-la, as intervenções foram sem sucesso, deixando a situação ainda mais tensa. Ao observar o risco que todos corriam no ambiente, a Cabo BM Stefania agiu rapidamente para imobilizar e, assim, desarmou a mulher, garantindo a segurança de toda a equipe, além dos familiares da vítima. 

Após todo o cenário, a bombeira militar retornou às funções de socorrista.

Por conta deste ato corajoso, em que colocou a própria vida em risco para garantir a segurança dos colegas e das pessoas que estavam envolvidas, a Cabo BM Stefania tornou-se a primeira mulher bombeiro militar a ser promovida por ato de bravura na história da instituição.

Eu me sinto feliz e honrada por vivenciar esse momento de ser a primeira mulher promovida por ato de bravura. Ser bombeira, para mim, vai muito além de um emprego, é se doar ao próximo, mesmo se colocando em risco. É tornar o desejo de salvar vidas um instinto, que a gente aprende nos treinamentos e no dia a dia, quando somos expostos a situações de estresse  — declara a cabo.

É muito gratificante ver que tudo que nós aprendemos contribuiu para que eu pudesse, com a ajuda dos meus colegas de guarnição, ter a frieza e a coragem necessárias para enfrentar aquela situação para ajudar ao próximo — exalta.

Sobre a promoção por ato de bravura

Quando um profissional ingressa na carreira de Praça do CBMSC, ele passa pelo Curso de Formação de Soldados e passa a atuar na corporação como soldado, após cinco anos passa a ser soldado 1º classe e pode passar por um concurso interno, almejando a carreira de Cabo. 

Após o curso de formação e dois anos na função, pode realizar outro concurso interno e após o curso de formação passar para o posto de sargento.

Quando um bombeiro militar é promovido por ato de bravura, ele automaticamente é promovido para uma graduação acima da sua, sem passar pelo concurso interno. Porém, para a progressão na carreira o profissional deve passar pelo curso de formação.

Nesta situação a soldado Stefania foi promovida para a graduação de Cabo e também receberá a medalha Cruz de Bravura, além de moção honrosa da Câmara de Vereadores de Canoinhas e da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina.