Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE
HIDE_BLOG
Textual description of firstImageUrl

PM resgata animal com lesões e sinais de fome que estava sendo levado para uma farra do boi

Animal foi resgatado pela polícia durante uma operação barreira.  Foto: PM-SC/Divulgação Um boi foi resgatado pela Polícia Militar em Po...

Animal foi resgatado pela polícia durante uma operação barreira.  Foto: PM-SC/Divulgação
Um boi foi resgatado pela Polícia Militar em Porto Belo, no Litoral Norte catarinense, na madrugada deste sábado (30), com sinais de maus-tratos.

A suspeita é que o animal seria levado para uma farra do boi, prática criminosa que costuma ser mais frequente nesta época do ano, entre o carnaval e a Páscoa, em Santa Catarina.

O bovino tinha lesões e sinais de fome, e estava sem o brinco de identificação e guia de transporte. A abordagem ocorreu quando a PM fazia barreira. 

Um veículo que seguia pela via principal do município em direção a Bombinhas estava com o boi na parte destinada à carga.

O motorista disse à PM que tinha sido contratado para levar o animal até Bombinhas. Ele foi autuado por infrações sanitárias e de trânsito, porque o veículo estava com licenciamento atrasado e o motorista estava sem a carteira nacional de habilitação (CNH).

O animal foi encaminhado para a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc).

Conforme a PM, barreiras policiais são realizadas desde o início do mês e devem continuar todos os dias por tempo indeterminado. A ideia é impedir os maus-tratos aos animais.

Crime

A farra do boi é considerada crime, de acordo com o artigo 32 da Lei n. 9.605/1998, conforme acórdão do Supremo Tribunal Federal (STF). 

A pena para quem comete é de três meses a um ano de detenção, com aumento de um terço da pena em caso de morte do animal.