Vereadora pede que município agilize repasse dos R$ 100 mil para o HSCC

A vereadora Norma Pereira (PSDB) usou a tribuna na última sessão do ano nesta terça-feira (18), para solicitar agilidade nos trâmites do projeto de Lei que autoriza o repasse de emenda parlamentar no valor de R$ 100 mil para o Hospital Santa Cruz e Canoinhas.


No início de sua fala destacou que os vereadores canoinhenses fizeram diversos requerimentos solicitando recursos financeiros para todos os deputados que obtiveram mais que 300 votos nas últimas eleições no município de Canoinhas, e “raros foram os que sequer nos responderam”, desabafou a vereadora.



Segundo Norma alguns deputados destinaram valores para o município, e neste ano foi recebido uma emenda parlamentar de R$ 100 mil, através de um ofício do deputado federal Marco Tebaldi, Paulo Bauer e Carmem Zanotto. 

Ficamos felizes porque achamos que fossem R$ 300 mil destinados ao município, mas na verdade era uma emenda de bancada de R$ 100 mil para o custeio ao Hospital Santa Cruz e outros R$ 100 mil para exames médicos de alta complexidade a encargo do município”, explicou.

O valor entra pelo Fundo Municipal de Saúde para o município, sendo publicado no Diário da Justiça da União no dia 15 de junho de 2018, e foi recebido os ofícios no dia 6 de novembro, onde os valores foram depositados ainda na primeira quinzena de dezembro.

Foi encaminhado à Câmara projeto de Lei para aprovar R$ 100 mil para exames de média e alta complexidade, porém, segundo explicações da vereadora, para os R$ 100 mil para o custeio não veio ainda projeto de Lei para Câmara, para que possa ser aprovado e repassado.

São duas emendas diferenciadas, e uso esta tribuna para pedir encarecidamente ao poder executivo e secretaria de saúde que respeitem este valor destinado para o custeio para o hospital”, declarou. 



Norma também destacou que as assessorias dos deputados estão cobrando intensamente o repasse para o hospital. “Acredito que o executivo será sensível, assim como foi no adiantamento do valor de R$ 500 mil, e reconhecemos isso. Mas o valor de R$ 100 mil pedimos que envie o projeto de Lei o quanto antes, podemos fazer uma sessão extraordinária a qualquer hora, pois o hospital precisa muito deste valor”.

Norma encerrou sua fala frisando que a liberação aconteça e para que tenhamos estímulo para que os deputados federais continuem enviando recursos, “pois não temos nenhum representante de nossa região, mas continuaremos pedindo em 2019 para todos os dezesseis deputados federais de Santa Catarina, assim como aos senadores”, concluiu.