Tragédia em Manaus: cerca de 600 casas são destruídas por incêndio

A Prefeitura de Manaus decretou emergência depois de um incêndio destruir centenas de casas de madeira em um bairro da cidade.
Milhares de pessoas fugiram das chamas. Cerca de 17 mil ficaram desabrigadas e 17 foram levadas para hospitais.


O incêndio começou na noite da segunda-feira (17) e as chamas se alastraram muito rápido, alimentadas pelas construções de madeira. 

Cem homens e 14 carros de bombeiros participaram do combate ao incêndio, que foi controlado por volta das 0h40 de terça-feira (18), após três horas de combate. Moradores também ajudaram a enfrentar o fogo. 
O rescaldo continuou por quase todo o dia desta terça.


Eu não consegui tirar nada da minha casa que o fogo foi muito rápido”, chorava uma moradora enquanto a ação acontecia. 
Nas cinzas, o feirante Célio Learte encontrou o que sobrou da decoração de Natal: "Acabou, né? Vou tentar reconstruir, batalhando, lutando. Com fé em Deus, a gente constrói”.

Como ficou o local, após a tragédia/Reprodução

Informações preliminares apontam que o fogo teria começado com a explosão de uma panela de pressão em uma das residências no local. O vento forte no momento ajudou as chamas a se alastrarem.

A Polícia Civil vai abrir uma investigação para apurar as causas do incêndio.

O fato foi repercutido pela imprensa nacional e internacional. Veículos como Washington Post, dos Estados Unidos, a versão brasileira do espanhol El País, e o portal da revista IstoÉ, noticiaram a tragédia ao longo do dia.