Vara Criminal da comarca de Canoinhas libera R$ 636 mil para projetos na área social e de segurança

Os recursos liberados irão beneficiar várias entidades da área de segurança e social.

A Vara Criminal da comarca de Canoinhas, sob o comando da juíza Dominique Gurtinski Borba Fernandes, promoveu nesta semana uma cerimônia para liberação de recursos do Fundo de Penas Pecuniárias em favor das entidades que apresentaram e tiveram aprovados seus projetos - seja na área de segurança seja de cunho social. 

Na oportunidade, na própria sede da comarca, todos receberam os respectivos alvarás para posterior levantamento dos recursos. O valor total disponibilizado alcançou R$ 636 mil.

Com esses recursos foi possível a aquisição de maquinário que produzirá blocos de cimento por presos da UPA de Canoinhas, bem como a construção de uma sala de aula e o custeio de cursos de panificação aos reclusos, além de diversas outras melhorias no sistema prisional local.

A polícia militar também foi beneficiada com duas viaturas novas, duas motos e equipamentos para o setor de inteligência. 

Além dos órgãos que trabalham diretamente no combate e prevenção da criminalidade, entidades como as Apaes de três municípios que compõem a comarca também foram beneficiadas. 

A Apae de Canoinhas, por exemplo, utilizará esses valores em obras de reforma no prédio que atende crianças e jovens com necessidades especiais.

Na cerimônia, que aconteceu na última quarta-feira (7/11) no salão do júri da comarca, além da juíza Dominique e do promotor de justiça Luis Otávio Tonial, estavam presentes os servidores Maria Cristina Feger Treml, Adilson José Dias, Paulo César Davet, Maria Alessandra dos Santos e Daniele Cristine Sivieri Marques Lombardo Machado, todos integrantes da comissão especial responsável pela análise da regularidade e conveniência dos projetos apresentados pelas instituições e entidades interessadas em obter tais recursos.