Pesquisar neste site

Protetores ambientais visitam Promotoria de Justiça de Canoinhas

A visita teve como propósito apresentar aos adolescentes de Canoinhas a atuação do Ministério Público na área do meio ambiente. Também foi apresentado aos jovens um programa que estimula a honestidade e o combate à corrupção.


Iniciativa que reúne estudantes de escolas públicas e privadas de várias regiões do Estado em prol do meio ambiente, o Programa Protetor Ambiental levou os alunos da turma de Canoinhas para visitar a 3ª Promotoria de Justiça da comarca.

Sob a coordenação do 3º Sargento PM Alisson Sérgio Walter, 17 alunos da turma conheceram a atuação do Ministério Público de Santa Catarina na área ambiental.




A Promotora de Justiça Ana Paula Destri Pavan, titular da Promotoria do Meio Ambiente, recebeu os visitantes e explicou que compete ao Ministério Público zelar pelo meio ambiente por tratar-se de um direito difuso, ou seja, que pertence a todos, inclusive às próximas gerações.

Os alunos também conheceram o Programa Cultivando Atitudes. A iniciativa tem como foco apresentar a Instituição a crianças e adolescentes, voltado para o fortalecimento da honestidade nas relações interpessoais, construção da cidadania e prevenção da corrupção.


Cada um dos alunos recebeu o Kit do Programa. Para melhor assimilarem o conteúdo conversado, a Promotora de Justiça pediu para que os estudantes lessem em voz alta as frases impressas nos lápis do kit e foi relacionando as mensagens com o conceito de cidadania.

Ao final, os estudantes conheceram a estrutura do Fórum da comarca de Canoinhas e o Sargento Alisson, coordenador do Programa Protetor Ambiental, recebeu um Certificado de Multiplicador do Programa Cultivando Atitudes.

Antes de irem embora, os protetores ambientais presentearam Ana Paula com um terrário feito em lata de sardinha, onde estavam plantadas mini suculentas e cactus. O material foi produzido após uma aula que tiveram sobre gestão de resíduos sólidos e reciclagem.

O projeto

O Programa Protetor Ambiental é oferecido pela Polícia Militar Ambiental a adolescentes de 12 a 14 anos de idade. 

Os encontros são semanais e gratuitos. São oferecidas aulas temáticas, com capacitação para atuarem como defensores ambientais, multiplicadores da consciência ecológica. 
A primeira turma foi montada em 1999 em Rio do Sul.