Jovem australiano morre após comer lesma e contrair doença grave

Uma "brincadeira" entre amigos transformou-se em uma triste história que ganhou grande repercussão e chocou o mundo.

Sam Ballard, de apenas 28 anos, teve sérias complicações depois de comer uma lesma em um desafio entre amigos. O molusco é vetor de um verme que causa um tipo de meningite.

Sam bebia com amigos quando aceitou o desafio de comer uma lesma. Reprodução Facebook
A história aconteceu no ao de 2010. Ele contraiu meningite eosinofílica, uma das doenças causadas pelo verme Angiostrongylus cantonensis.

Sam ficou em coma, depois de contrair a grave doença, por 420 dias. Quando acordou estava paralisado. Na semana passada, ele não resistiu e morreu.

De acordo com depoimentos dados à imprensa australiana, Ballard bebia vinho em um encontro com os amigos quando o grupo percebeu uma lesma passar pelo chão do terraço onde estavam. Provocado pelos companheiros, o jovem, à época com 19 anos, engoliu o animal vivo.

Somente dias depois, Ballard começou a se sentir mal. Primeiro, dores nas pernas. Ele e a família, então, procuraram um médico – suspeitava-se de esclerose múltipla, doença que acometeu o pai do rapaz.

Mas diagnóstico mostrou que Ballard contraiu meningite eosinofílica, uma das doenças causadas pelo verme Angiostrongylus cantonensis.


Lesmas e caramujos são hospedeiros naturais desse parasita, que, muitas vezes, é contraído após esses moluscos consumirem fezes de rato.

Repercussão


A história ganhou páginas de jornais australianos e espaço em programas de TV do país, mostrando os cuidados da mãe, Katie, com o jovem paralisado. 

Ballard perdoou os amigos que o provocaram a engolir a lesma, e eles continuaram a fazer parte do dia-a-dia do ex-jorgador de rúgbi.
O funeral de Ballard está marcado para esta quinta-feira (8). 

Caramujos africanos encontrados recentemente em Colatina, preocupa moradores.
Foto: Wando Fagundes/ TV Gazeta
Não se sabe qual a espécie de lesma o jovem australiano engoliu. No entanto, casos recentes envolvendo caramujos que também podem transmitir o parasita foram registrados no Brasil.

Recentemente, caramujos africanos foram encontrados no Maranhão, no Espírito Santo, no Acre. em São Paulo , em Pernambuco e em Minas Gerais. Além da meningite, os moluscos podem transmitir esquistossomose, outra doença causada por verme.