Família canoinhense autoriza doação de órgãos e mais uma vida é salva


A Comissão Hospitalar de Transplante (CHT) do Hospital Santa Cruz de Canoinhas, juntamente com equipe vinda de Curitiba realizou na manhã de segunda-feira (15), um explante do fígado (retirada cirúrgica do órgão), o qual foi direcionado para o Estado do Paraná, devido não haver paciente compatível em Santa Catarina nesta data.

 As informações do doador e do receptor do órgão são sigilosas, mas a Comissão Hospitalar de Canoinhas afirma que a compreensão da família foi essencial para o sucesso na execução dos trabalhos.

O que mais chamou atenção neste caso e que emocionou as equipes médica e de enfermagem é que o paciente já era transplantado, em 2013 passou por um transplante de rim, mas antes disso, permaneceu 5 anos na fila de espera pelo órgão.



A família lembra da agonia e do sofrimento vivenciado por todos, a expectativa mais dolorosa por uma segunda chance para ter uma vida normal e com qualidade, foi por ter vivido essa etapa difícil que a família disse SIM a doação, SIM a vida, como forma de retribuição ao bem que um dia também receberam.

"Parabéns à família que prontamente se dispôs a fazer a doação e a toda a equipe do hospital que está cada vez mais engajada nesse trabalho”, diz Dr. Andrei L. Moraes, Coordenador de Transplante.

Esta é a quarta captação de órgãos realizada no Hospital Santa Cruz em 2018.
A última foi no mês de agosto, onde a família autorizou a doação e foram captados rins, fígado e córnea, que puderam salvar a vida de sete pessoas.

Hoje, no Brasil, para ser doador não é necessário deixar nada por escrito, em nenhum documento. Basta comunicar sua família do desejo da doação.
A doação de órgãos só acontece após autorização dos familiares de primeiro grau.