Eleitor é autuado no Campo da Água Verde por filmar voto com celular

Eleitor foi flagrado usando aparelho celular para filmar o momento do voto e enviar em grupo de WhatsApp. O fato aconteceu em uma zona eleitoral no bairro Campo da Água Verde, em Canoinhas


No domingo (28), por volta das 16h30, equipes da PM de Canoinhas foram acionadas para a Avenida Expedicionários, no bairro Campo da Água Verde, para averiguar situação ocorrida durante o período de votação em uma determinada escola.



No local conversado com a presidente da seção, a qual declarou que o autor teria usado o telefone celular para gravar seu voto e que posteriormente iria enviar em um grupo de WhatsApp.

O fato foi confirmado pelo homem, sendo este informado dos procedimentos necessários frente a sua conduta. Assim foi confeccionado o boletim termo circunstanciado e apreendido o aparelho de telefone.

Segundo o artigo 312 do Código Eleitoral, “violar ou tentar violar o sigilo do voto” é crime, com pena de até dois anos de prisão. A multa pode chegar a R$ 15 mil. Além disso, o artigo 91 da Lei nº 9.504, proíbe ao eleitor “portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas e filmadoras, dentro da cabine de votação”.