Ciclone extratropical pode atingir Santa Catarina no fim de semana

Durante o final de semana podem ocorrer ventos fortes, com rajadas de 60 km/h a 80 km/h no litoral e no planalto sul catarinense. No mar as rajadas podem chegar a 100 km/h. Portal de Notícias Canoinhas Online

Ciclone extratropical, com ventos de 60 a 100 km/h  pode atingir SC a partir de sexta-feira, diz Epagri
Entre a noite de sexta-feira (26/10) e manhã de domingo (28/10), um ciclone extratropical deve intensificar-se na costa sul do Brasil, entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Esses sistemas podem ocasionar ventos fortes e condições adversas de mar, dependendo de sua intensidade ou proximidade da costa.



Até o momento, conforme a previsão de localização e intensidade do ciclone, durante o final de semana, podem ocorrer ventos fortes, com rajadas de 60 km/h a 80 km/h no litoral e sul catarinense, especialmente no Litoral Sul e Planalto Sul. 

No mar, em áreas mais afastadas da costa, as rajadas podem chegar a 100 km/h. O ciclone também favorece a condição de mar agitado e risco de ressaca no final de semana.

Ressalta-se que ciclones extratropicais são sistemas atmosféricos comuns no litoral sul do Brasil, apresentando maior frequência nos meses entre final de outono e início da primavera.

Conforme registros obtidos nas estações meteorológicas monitoradas na Epagri/Ciram, os ciclones extratropicais mais intensos podem resultar em rajadas de 80 km/h a 100 km/h. Quanto ao ciclone que se avizinha, ainda não é possível precisar sua 
Esses sistemas são melhores previstos com 24, 48 horas de antecedência. Então, não tem que ter pânico, é preciso ter calma e tranquilidade. Não é uma informação fechada ainda e os ciclones são naturais nesta época do ano, faz parte da climatologia”, disse o meteorologista Leandro Puchalski.

Nota da Defesa Civil de Santa Catarina:

Os os fenômenos meteorológicos sofrem a influência de diversos fatores, como vento, temperatura, pressão atmosférica.
Desta forma devido a distância do sistema seria precipitado e sem responsabilidade alarmar a população sem a confirmação do fenômeno e do trajeto.
Desde o início do evento nossos técnicos estão acompanhando a situação (possível Ciclone) utilizando o que existe de mais moderno em relação a tecnologia.
A equipe de meteorologiada Epagri/Ciram estará monitorando a localização e intensidade deste ciclone nos próximos dias, atualizando a previsão.

Fontes: Defesa Civil de Santa Catarina e Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina/ Epagri/Ciram