Ambiental de Canoinhas e Instituto Chico Mendes destroem ranchos de pesca na Floresta Nacional de Três Barras

Compartilhe:


Todos os ranchos de pesca construídos em área de preservação, foram destruídos. Foto: PMA Canoinhas
A Polícia Ambiental de Canoinhas, em conjunto com um representante do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICM BIO), deflagrou uma operação na cabeceira do Rio Canoinhas, que teve como objetivo a localização e destruição de ranchos de pesca irregulares, construídos às margens do Rio, no interior da Floresta Nacional de Três Barras - FLONA.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade é uma autarquia em regime especial, criado dia 28 de agosto de 2007, pela Lei 11.516, o ICMBio é vinculado ao Ministério do Meio Ambiente e integra o Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama).




O levantamento desses locais já havia sido feito previamente e nesta terça-feira (09), os ranchos de pesca que foram construídos em área de preservação, foram totalmente destruídos.

PM Ambiental durante navegação pelo Rio Canoinhas para localização dos ranchos irregulares.
A legislação impede construções em Áreas de Preservação Permanente (APP). Considera-se área de Proteção Permanente, a área protegida, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade, facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem estar da população humana.