Programa Rede de Vizinhos já tem mais de 1.000 pessoas cadastradas

Capitão Fernando Luiz Lopes destacou que no Programa, 1.058 pessoas já estão cadastradas, o que beneficia até 750 residências e estabelecimentos comerciais na região de Canoinhas/Divulgação
Segurança Pública é dever do Estado, direito e responsabilidade de todos”, foi assim que o capitão Fernando Luiz Lopes, do 3º Batalhão de Polícia Militar de Canoinhas iniciou sua fala no uso da Tribuna durante a sessão de segunda-feira (03), na Câmara de Vereadores de Canoinhas.

Lopes usou o espaço para apresentar informações sobre o Programa Rede de Vizinhos, que está em funcionamento desde o ano passado, e vem alcançando ótimos resultados no que se refere à segurança das pessoas.




Foi contextualizando também o início do trabalho, com o “Vizinho Xereta” realizado no distrito de Marcílio Dias desde 2014. “A Polícia Militar institucionalizou esse projeto, que aconteceu em cidades como Itajaí, Florianópolis, com grande êxito, além de projetos em comum da Polícia Militar com a sociedade”, explicou.

Criado em 2017, o projeto Rede de Vizinhos tem hoje nas cidades de Canoinhas, Três Barras e Major Vieira, aproximadamente 1.058 pessoas participando do projeto, em 40 grupos, atingindo praticamente 750 residências e estabelecimentos comerciais.

O Capitão apresentou aos vereadores como são capacitadas as pessoas interessadas em participar do Programa.

A Rede de Vizinhos nada mais é que “a prevenção e parceria, atuação em rede, vigilância entre vizinhos e fortalecimento de vínculos”, explicou Lopes, destacando que alguns anos atrás todos os vizinhos se conheciam, mas na atualidade com o fluxo muito rápido de informações e trabalho, as pessoas acabam não se conhecendo, os próprios vizinhos, e por isso o programa vem ao encontro das necessidades da sociedade atual.

O programa funciona com cidadãos que moram em uma mesma rua, vila ou bairro, onde os mesmos se reúnem com a orientação da Polícia Militar, e após receberem orientações básicas sobre prevenção, é organizada a rede de vizinhança.

A Rede está implementada já nos bairros Campo D’ Água Verde, no centro da cidade e no bairro Piedade “com resultados surpreendentes e extremamente positivos com a aplicação deste projeto. Ele funciona basicamente através de grupos de whatsapp, com informações essencialmente sobre o que é preciso para manter os bairros mais seguros”, explica.

Vereadora Camila Lima (MDB) solicitou informações sobre como pode ser feito a adesão ao programa, caso pessoas do bairro queiram participar do Programa: “o primeiro passo é ir em cada casa da minha rua ou bairro e fazer um levantamento das pessoas interessadas? ”, indagou.




Lopes explicou que como o programa já está com uma base bem forte, e muitas pessoas tem procurado para implementar o programa “solicitamos que as lideranças marquem com seus vizinhos uma reunião com a Polícia Militar no próprio quartel ou em suas residências para podermos apresentar e incluí-los na Rede”.

Telma Bley (MDB) exemplificou alguns casos do Residencial Aparecida e a necessidade de ter um projeto como esse no bairro: “através da secretaria de Assistência Social vamos reunir os interessados para apresentar este programa, com um encontro dentro do próprio bairro, possibilitando assim a contribuição e ajuda à essas pessoas também”.

Sgto. PM Wagner, juntamente com toda diretoria do CONSEG e Associação de Moradores estão
mobilizados há tempo na implementação da Rede de Vizinhos/Arquivo
Vale informar aos vereadores que desconheciam o programa, que ele está em funcionamento há mais de um ano em Canoinhas.
Quanto a implementação no Residencial Aparecida, os membros do CONSEG Centro Oeste, através do Sgto PM Wagner e toda sua diretoria, com apoio da Associação de Moradores do bairro Piedade - AMOPI - já está há algum tempo mobilizada neste sentido.

Conheça mais sobre o Programa Rede de Vizinhos e como implementá-lo em sua rua.