Grid

GRID_STYLE
FALSE

Archive Pages Design$type=blogging$count=7

TRUE
HIDE_BLOG
Textual description of firstImageUrl

Policiais da região fazem barreiras após fuga de 29 presos do Paraná

Policiais da região de Mafra participam da operação que fechou as fronteiras do Paraná com Santa Catarina/Divulgação/Redes Sociais A fu...

Policiais da região de Mafra participam da operação que fechou as fronteiras do Paraná
com Santa Catarina/Divulgação/Redes Sociais
A fuga de 29 detentos da Penitenciária Estadual de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba , na madrugada de terça-feira (11), deixou em alerta policiais da região.

Barreiras foram montadas em vários pontos do norte do estado afim de coibir a entrada ou efetuar a prisão dos foragidos. Mafra é um dos pontos em que guarnições estão atentas, principalmente em estradas secundárias da região.



Cerca de 337 policiais foram mobilizados para fechar a fronteiras entre PR e SC. Em menos de três horas, 27 municípios que fazem fronteira com o Paraná ganharam guarnições, que estão sediadas ao longo dos 754 quilômetros da divisa de Santa Catarina com o Paraná. 

Entre os fugitivos, está Ozélio de Oliveira, condenado a mais de 200 anos por vários crimes, entre eles o sequestro do cantor gospel Wellington Camargo, irmão da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, em 1998. Ele é considerado de alta periculosidade.

A fuga

Por volta das 3h da madrugada, criminosos fortemente armados explodiram um muro da penitenciária, invadiram o local atirando e resgataram os detentos.

Veículos foram incendiados próximo a Penitenciária/Divulgação
Veículos foram incendiados em estradas que dão acesso à Penitenciária de Piraquara por um grupo que dava apoio à fuga dos presidiários.
Na BR-116, sentido São Paulo, três caminhões também foram incendiados afim de facilitar a fuga e atrasar a polícia.

Trecho da BR-116 ficou interditado por mais de 8 horas por conta
 dos caminhões incendiados/Divulgação
No começo da tarde, policiais rodoviários encontraram uma caminhonete atolada às margens da BR-116, ainda em Piraquara. Dentro foram encontrados um telefone celular, máscaras e luvas.

Polícia suspeita que o veículo encontrado pode ter sido utilizado na fuga/Divulgação
Segundo os policiais, é provável que o veículo tenha sido usado na fuga dos presos.
Até o momento, nenhum fugitivo foi localizado.