Policiais da região fazem barreiras após fuga de 29 presos do Paraná

Policiais da região de Mafra participam da operação que fechou as fronteiras do Paraná
com Santa Catarina/Divulgação/Redes Sociais
A fuga de 29 detentos da Penitenciária Estadual de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba , na madrugada de terça-feira (11), deixou em alerta policiais da região.

Barreiras foram montadas em vários pontos do norte do estado afim de coibir a entrada ou efetuar a prisão dos foragidos. Mafra é um dos pontos em que guarnições estão atentas, principalmente em estradas secundárias da região.



Cerca de 337 policiais foram mobilizados para fechar a fronteiras entre PR e SC. Em menos de três horas, 27 municípios que fazem fronteira com o Paraná ganharam guarnições, que estão sediadas ao longo dos 754 quilômetros da divisa de Santa Catarina com o Paraná. 

Entre os fugitivos, está Ozélio de Oliveira, condenado a mais de 200 anos por vários crimes, entre eles o sequestro do cantor gospel Wellington Camargo, irmão da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, em 1998. Ele é considerado de alta periculosidade.

A fuga

Por volta das 3h da madrugada, criminosos fortemente armados explodiram um muro da penitenciária, invadiram o local atirando e resgataram os detentos.

Veículos foram incendiados próximo a Penitenciária/Divulgação
Veículos foram incendiados em estradas que dão acesso à Penitenciária de Piraquara por um grupo que dava apoio à fuga dos presidiários.
Na BR-116, sentido São Paulo, três caminhões também foram incendiados afim de facilitar a fuga e atrasar a polícia.

Trecho da BR-116 ficou interditado por mais de 8 horas por conta
 dos caminhões incendiados/Divulgação
No começo da tarde, policiais rodoviários encontraram uma caminhonete atolada às margens da BR-116, ainda em Piraquara. Dentro foram encontrados um telefone celular, máscaras e luvas.

Polícia suspeita que o veículo encontrado pode ter sido utilizado na fuga/Divulgação
Segundo os policiais, é provável que o veículo tenha sido usado na fuga dos presos.
Até o momento, nenhum fugitivo foi localizado.