Jovem morre após ser jogada de caminhão em movimento, no Paraná

Local onde o corpo da jovem foi encontrado após ter sido jogado do caminhão
em movimento. Foto: Banda B
Uma jovem de 23 anos morreu após ter sido jogada de um caminhão em movimento na Rodovia Antônio Gasparin, conhecida como Rodovia da Uva, no Paraná, na madrugada deste domingo (09).

O Corpo de Bombeiros informou que, quando chegou ao local, a vítima já estava morta, com lesões na face, crânio e no pescoço.

Um homem foi preso em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, suspeito de ter jogado a jovem Camila Carvalho do veículo, segundo a Polícia Civil.

De acordo com familiares, Camila era ex-esposa do suspeito e ainda mantinha um relacionamento bastante conturbado com o ex, de 27 anos.

O delegado que investiga o caso, afirmou que o homem que estava com a jovem prestou depoimento e disse que Camila Carvalho teria se jogado do caminhão durante uma briga.

A polícia informou que levantou suspeita pelo fato de que o homem abandonou o corpo da jovem no local e foi até a casa da família dela, em Almirante Tamandaré.

O pai da vítima disse estranhar a atitude do ex-genro após o ocorrido. “Eu moro em Almirante Tamandaré e ele veio até aqui para dizer que ela se jogou e que, se eu ainda quisesse ver ela viva, eu deveria ir até Colombo. Por que então ele não chamou o Siate [Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência] após isso”, questionou.

Caminhão pertence ao ex marido da vítima e suspeito do crime. Foto: Banda B
Para os familiares, o crime pode ter sido motivado por um pedido que Camila fez à Justiça. O objetivo dela era que a carreta fosse vendida e que parte do dinheiro fosse repassado para os dois filhos do casal.

Segundo o delegado, o homem foi indiciado em flagrante por feminicídio e deve ficar preso na Delegacia de Colombo.