A chance de mudar não é na hora de escolher presidente. É na de escolher deputado

Compartilhe:

Marina, Amoêdo, Ciro, Bolsonaro, Alkmin, Papai Noel.......não importa quem vai vencer as próximas eleições em outubro. Todos serão reféns do Congresso.

Os Deputados Federais tem a função principal que é legislar e, às vezes, tem poderes de alterar até mesmo a Constituição.

O Deputado Federal também aprova ou não as medidas provisórias sugeridas pelo presidente da República.

Eles também são os únicos com poderes para autorizar a instauração de processos de impeachment contra o presidente ou o vice-presidente da República.
Sem cotar que o salário deles é superior ao do presidente (sem contar as regalias).



Então, não pode-se pensar somente em acabar com o banditismo no país, sabendo que a taxa de banditismo no Congresso não é menor que a de um presídio.
A culpa por formar um Congresso sem credibilidade é nossa.

O irônico é que nós mesmos fugimos da responsabilidade de formar um Congresso decente. A noção de que cada eleitor tem “o seu deputado” nem existe por aqui.

É sempre eles (os políticos) contra nós. Nós somos os bons. Eles, os maus. Que confortável.

Bom, .
Se você está de boa com a ideia de que um paizão ou uma mãezona na Presidência vá resolver tudo, então, temos um problema.

E o centro desse problema não está na política. Está em você.