Vigilância Sanitária suspende venda de lotes de descongestionante nasal

Compartilhe:
Descongestionante nasal suspenso pela Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a venda e o uso de lotes de duas versões do descongestionante Salsep, da Libbs Farmacêutica. Ao todo, 17 lotes devem sair de circulação. A determinação foi publicada no Diário Oficial da União na última segunda-feira (6).

A medida foi adotada após comunicado de recolhimento voluntário encaminhado pela empresa, que alegou "desvios de qualidade (pH e odor fora de especificação)" em lotes do medicamento Salsep (cloreto de sódio 0,9%) solução nasal em spray e Salsep 360 (cloreto de sódio 0,9%) solução nasal em spray.



Anvisa determinou que o recolhimento dos estoques existentes no mercado seja realizado pela farmacêutica. Em nota, a Libbs Farmacêutica informou que a possibilidade de os lotes dos produtos oferecerem riscos à saúde dos usuários é pequena e que o recolhimento não afeta outros lotes e produtos.
Lotes que estão sendo recolhidos do mercado:
Salsep (cloreto de sódio 0,9%) solução nasal em spray:
17A0379 (validade 01/2019), 17J0329 (validade 10/2019), 17K0646 (validade 11/2019), 17K0649 (validade 11/2019), 17K0650 (validade 11/2019), 17K0729 (validade 11/2019), 18C0384 (validade 03/2020), 18C0388 (validade 03/2020), 18C0393 (validade 03/2020), 18C0394 (validade 03/2020), 18C0396 (validade  03/2020) e 18C0400 (validade 03/2020) 


Salsep 360 (cloreto de sódio 0,9%) solução nasal em spray, serão retirados os lotes 16K0493 (validade 11/2018), 17I0158 (validade 09/2019), 17K0654 (validade 11/2019), 17K0656 (validade 11/2019) e 17K0727 (validade 11/2019).