Pesquisar neste site

Médicos encontram pacote de maconha, já podre, na região íntima de uma grávida no PR

Gestante procurou por socorro após sentir fortes dores abdominais.
Uma mulher grávida de seis meses foi internada com quadro de infecção em uma clínica municipal de Mandaguari, no norte do Paraná, após médicos encontrarem um pacote plástico com 200 gramas de maconha que foi introduzido no corpo dela pela vagina.

De acordo com a Polícia Civil, a mulher, de 35 anos, procurou atendimento na clínica reclamando de fortes dores na região abdominal. Quando os médicos fizeram um ultrassom, encontraram o pacote na região íntima dela.

Aos médicos, a mulher contou que introduziu um pacote com 200 gramas de maconha nas partes íntimas há três meses, e não conseguiu retirar o entorpecente desde então. Segundo a polícia, a mulher não informou o que faria com a droga.



Após a realização do ultrassom, a mulher foi levada ao hospital Cristo Rei, também em Mandaguari, e depois transferida para Maringá, também no Paraná,  com suspeita de infecção generalizada.
Não há previsão de alta e o bebê está bem.

O caso foi registrado na quinta-feira (2), mas o Boletim de Ocorrência só foi encaminhado neste sábado (4).
O pacote com a maconha, em estado de podridão, foi entregue na delegacia de Mandaguari, que vai investigar o caso.