Justiça condena professor por dar chineladas em alunos, no oeste catarinense

Professor dá chineladas em alunos em SC

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina condenou, em segunda instância, um professor de Educação Física por agredir alunos com chineladas.

O professor, da rede municipal de ensino de Coronel Freitas, no Oeste catarinense, deverá pagar multa de quatro vezes o valor do salário que recebia na escola e ser transferido de instituição de ensino.




Um aluno da escola registrou um boletim de ocorrência relatando que ele havia ficado com as pernas roxas após ser agredido com chineladas, e a partir daí apareceram várias denúncias.

Testemunhas, incluindo a diretora da escola, relataram à Justiça que o professor também obrigava os estudantes a comerem toda a comida do prato, mesmo contra a vontade, ou deixava os alunos fora de sala de aula sem lanche.

Uma professora relatou também que certo dia, na Véspera da Páscoa, o professor levou os alunos a um cemitério e os fez esperar pela chegada do coelhinho. Conforme os depoimentos, ele usava um chinelo de couro para bater nas crianças.
O professor já havia sido condenado em primeira instância e a sentença foi confirmada pela 5ª Câmara de Direito Público, no último dia 23.
A defesa do professor não se manifestou. Ainda cabe recurso.