Furto de cabos de aterramento deixa parte de Rio Negrinho sem energia elétrica

Compartilhe:

Rio Negrinho fica sem energia elétrica por conta de furto de cabos
Foto do transformador afetado. Imagem cedida pela CELESC
Um defeito no transformador da Subestação Rio Negrinho interrompeu o fornecimento de energia a cerca de 13.400 unidades consumidoras da região na manhã desta terça-feira (07).

Por volta das 10h30, um defeito no transformador causado pelo furto de cabos do sistema de aterramento da Subestação Rio Negrinho, interrompeu o fornecimento de energia naquela área.

Inicialmente, 13.400 unidades consumidoras (residências, comércios, etc) foram afetadas, mas por volta do meio-dia manobras realizadas no sistema de distribuição de energia diminuiu este número para cerca de 11,5 mil.





Paralelamente, a Celesc solicitou a cooperação de indústrias do entorno para que reduzissem a demanda de consumo de energia e, assim, o sistema estivesse apto a alimentar a maior quantidade de unidades consumidoras possível.

Em regime de urgência, a empresa também informou que estava deslocando um transformador móvel de Palhoça para atender a SE Rio Negrinho.

Por envolver um veículo longo, o equipamento necessita de protocolo especial para transporte nas vias estaduais e federais até chegar à subestação, o que estava previsto para ocorrer por volta das 20h. A Celesc estima que, após a chegada do transformador ao local, o trabalho, que requer muito cuidado e atenção, seja realizado pelos técnicos em um período de 6h, quando o religamento total deve ser concluído na região.

Equipes da Celesc continuam trabalhando para reduzir os transtornos à população, entretanto ainda não há previsão para restabelecimento total do sistema na região.