Pesquisar neste site

Crime bárbaro: jovem grávida morreu em consequência de traumatismo craniano, em Jaraguá do Sul


Residência onde aconteceu o crime. Foto: Kleber Pizzamiglio / NSC TV
Segundo o Instituto Médico Legal - IML - a morte da jovem Andreia Campos de Araújo foi causada por traumatismo craniano.

O crime aconteceu na madrugada de domingo (05), em Jaraguá do Sul, norte catarinense, e só foi descoberto a noite, após uma denúncia anônima sobre um possível feminicídio à Agência de Inteligência do 14º Batalhão da Polícia Militar.

O corpo de Andreia Campos Araújo foi encontrado na noite de domingo enrolado em um cobertor branco no banco da frente do carro do marido Marcelo Kroin, na garagem da casa.

Segundo a Polícia Civil, Kroin confessou que a atingiu com um soco no domingo (5) e que ela bateu a cabeça depois, morrendo em seguida. Porém, essa versão é questionada pelo delegado Rodrigo Carriço.

Se ela caiu após levar um soco, o natural seria que ele chamasse o socorro, porque poderia ter sido um desmaio ou outra reação. Essa versão dele não é plausível. Agora, caberá ao juiz avaliar se novas diligências serão necessárias neste caso”, afirmou Carriço.





Conforme o IML, a suspeita é de que a mulher tenha sido espancada e até esganada, mas a causa da morte foi traumatismo craniano.

Conforme a Polícia Civil, Marcelo tinha passagens pela polícia por violência doméstica, tendo como vítima a ex-mulher. “Em um boletim de ocorrência registrado entre 2015 e 2016, a própria vítima relatou que ele a empurrou e segurou seu braço com força”, declarou o delegado.

Marcelo confessou ter matado Andreia, que estava grávida de três meses/Reprodução Facebook
Tentou fugir com o corpo

Marcelo Kroin contou à polícia ter colocado o corpo da vítima no carro, por volta das 14h do domingo, dirigido até a cidade vizinha de Canoinhas, e de acordo com a polícia "sem saber o que fazer,  voltou para casa com o corpo da vítima dentro do veículo".

O carro foi apreendido e Marcelo foi levado para o presídio de Jaraguá do Sul. A prisão em flagrante foi encaminhada ao Poder Judiciário na manhã desta segunda-feira (6).
Além de estar grávida, Andreia também tinha uma filha de dez anos.