Caso raro: bezerro nasce com duas cabeças em fazenda de Goiás

Compartilhe:
Um bezerro nasceu com duas cabeças em uma fazenda de Caiapônia, no sudoeste goiano. O caso, considerado raríssimo, chamou a atenção dos moradores. Mesmo com o cuidado dos donos, o animal morreu cinco dias após o nascimento, no domingo (8).

O bezerro, que resultou do cruzamento de uma vaca caracu com um boi nelore, nasceu por volta das 5h30 de terça-feira (3), na fazenda de Nelcino Ferreira Goulart, marido de Zica Soares.

O caso é considerado raríssimo. “Nunca imaginei nascer um bezerro assim aqui na fazenda, ficamos surpresos”, contou a mulher, que vive na propriedade há 18 anos.

Veterinário diz que a anomalia é muito rara. Foto: Arquivo pessoal/Zica Soares
A família alimentava o bezerro com leite colocado em uma mamadeira improvisada, pois ele não conseguia mamar na vaca.

Especialista em animais de grande porte, o veterinário Daniel Ribeiro Camargos afirma que não é comum o nascimento de bezerros com duas cabeças. “Provavelmente, uma consanguinidade que deu e o bezerro nasceu com anomalia. É uma situação muito rara”, afirmou.

Moradores da fazenda relatam a que a vaca passa o dia procurando o bezerro/Arquivo Pessoal Zica Soares
Após a morte do garrote, a vaca que o pariu está “desesperada” em busca do animal pela fazenda.
Especialista em reprodução bovina, o professor Benedito Dias de Oliveira Filho explicou que a reação é esperada porque a ligação entre vaca e bezerro é muito forte, principalmente no primeiro mês após o parto.
"A medida que vai ficando mais velho, a relação vai enfraquecendo, até por isso que com seis meses já pode desmamar que não há grandes problemas”, explicou o professor.

O caso raro chamou atenção de vizinhos.
De acordo com Zica, um veterinário que foi à fazenda explicou que, se não sacrificassem o animal, ele precisaria sempre de cuidados especiais. Mesmo com as dificuldades, os moradores decidiram cuidar do bezerro. Para tristeza deles, o animal sobreviveu só por cinco dias.

Com informações do G1/Goiânia