Canoinhense faz sucesso na TV e na internet como ator, dublador e comediante

Jefferson Schroeder: da internet para o cinema. Foto:Juliana Matos
Jefferson Schroeder é ator, escritor e produtor. Mas caiu nas graças de internautas de todo o país ao imitar vozes de dublagens de programas de TV nas redes sociais.
Natural de Canoinhas, no Planalto Norte Catarinese,  o jovem descobriu cedo o talento para a atuação  e os trotes. “Ainda criança, ligava às 4 da manhã para as pessoas fingindo ser uma vendedora e dizia que as bolachas de Natal já estavam prontas”, diverte-se.

Certa vez, fantasiou-se de noiva e foi para a frente de sua casa, numa rua sem iluminação pública, assombrar os pedestres.

Schroeder estudava teatro e tinha 17 anos quando conheceu o humorista Fabio Porchat.  Indicado pelo comediante, participou de um quadro de humor no Domingão do Faustão, mas foi malsucedido

Na época, porém, ouviu de uma suposta médium, amiga de sua avó, que ainda teria muito sucesso. Obra do acaso ou do destino, 14 anos depois, o sucesso veio mesmo.



Parte dele se deve à viralização do making of da esquete de humor Fofoca de mãe, que o ator gravou para o canal Porta dos Fundos. A graça está na habilidade e na perspicácia ao imitar as dublagens artificiais típicas dos filmes exibidos na Sessão da Tarde.

Sua performance arranca gargalhadas de todos ao seu redor, sobretudo depois que ele justifica a inflexão sedutora. “Para fazer essas mulheres, tem que usar um tom de ‘sexo’, ainda que o texto se refira à pior tragédia do mundo!”, brinca.

Com quase 600 mil visualizações, o vídeo está entre os campeões do canal exclusivamente criado pela trupe do Porta dos Fundos para divulgação de seus bastidores gravação.

Jefferson Schroeder/Reprodução
O ator, de 31 anos, também já fez campanhas para marcas como Coca-Cola, Burger King, Citroën e iFood — nessa última empresa, seu trabalho em quatro vídeos divulgados nas redes sociais teve mais de 43 milhões de visualizações.

Integrante do grupo teatral Cia. OmondÉ, Schroeder também já fez pontas em novelas da Globo e atuou em humorísticos.
No cinema, vai estrear três filmes: Crô – Em Família, Pérola (dirigido por Murilo Benício) e o longa de ação D.A.S. – A Divisão.

O Jeff é um gênio, tem uma habilidade impressionante com a voz. No Porta dos Fundos, vamos fazer mais vídeos com ele, inclusive a continuação do Fofoca de Mãe”, diz entusiasmado Fabio Porchat. Até agora, a médium acertou.

O curioso é que o criador de tantas figuras divertidas rejeita o título de humorista. Ele teme que o rótulo lhe imponha limitações artísticas. 

Os comediantes são muito amados no Brasil e admiro vários. Mas não sou humorista; faço humor. É diferente. Antes de tudo, sou ator e tenho vontade de encarar muitos outros projetos além desses que mantenho na cena do riso”, esclarece.