Bombeiros procuram crianças que desapareceram em rio, no sul de SC

Compartilhe:
Duas mães desesperadas, quatro crianças com idades entre nove e 12 anos em estado de choque e outras duas desaparecidas.

Este é o cenário de uma tragédia vivida na tarde de quinta-feira (26), no Rio Braço do Norte, no pequeno município de São Ludgero, sul catarinense.

Eram por volta das 13h30 quando seis crianças decidiram entrar no rio. Nem mesmo a água gelada, típica de inverno, impediu que os menores realizassem a “aventura”.
Segundo testemunhas, era comum vê-los no local brincando.



As crianças entraram na água em um ponto onde uma retroescavadeira hidráulica realizava a retirada do seixo do rio – as pedras são utilizadas pela Prefeitura de São Ludgero para a base das obras de pavimentação do município.


Segundo o operador da máquina, primeiro a chegar no local da tragédia, naquele ponto específico há um poço de cerca de 4 metros de profundidade por conta do trabalho realizado nos últimos dias.

Os meninos perceberam que estavam se afogando e pediram auxílio para as outras crianças que estavam no local.

Segundo relatos, por muito pouco a tragédia não foi maior, pois os quatro também entraram na água para tentar socorrer os amigos, mas decidiram sair por não conseguir retirar os dois meninos da água. Eles saíram correndo em busca de ajuda, no entanto já era tarde e as crianças já haviam desaparecido na água turva do rio.



De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros de Braço do Norte, 1º Tenente BM André Corrêa Araújo, que coordena a operação de resgate, as chances de as crianças serem encontradas com vida é remota.

Infelizmente, pelos relatos, a chance é quase zero. O Corpo de Bombeiros trabalha na busca dos corpos”, afirma.

Com o auxílio de uma corda, eles vasculharam o fundo do rio de uma margem a outra. No entanto a forte correnteza no local, por contadas fortes chuvas que caíram na região nos últimos dias dificultaram o trabalho, que seguiu até o anoitecer e serão retomados apenas na manhã desta sexta-feira (27).

Com informações do Portal Destaque Online