Vereadores aprovam uso de recurso público para a realização da Fesmate 2018

Compartilhe:
Em segunda votação realizada na sessão de segunda-feira (25), foi aprovado (com 5 votos a favor e 4 contra) o projeto de Lei que trata da solicitação de autorização para abertura de crédito adicional para a realização da 22ª Fesmate e da 2ª ExpoCanoinhas, que ocorrem entre os dias 2 a 16 de setembro. O valor do recurso aprovado para festa é de R$ 180 mil.

Vereadores que votaram contra:
Camila Lima (MDB), Paulinho Basílio (MDB), Telma Bley (MDB) e Norma Pereira (PSDB).

Telma Bley justificou seu voto contra pelas dificuldades vividas no poder público. “Eu voto contrário a esse projeto por se tratar de recursos ordinários, e que poderiam ser aplicados em outras situações mais emergentes como uma demanda reprimida na saúde, falta de recursos em áreas como habitação, insumos para infraestrutura e que poderiam ser atendidas com recursos ordinários”.

Paulinho Basílio destacou a possibilidade da vinda de recursos para realização da festa por meio de repasse através do cadastro de projeto na Secretaria de Turismo do Estado, e não com recursos próprios do município. “Não sei especificamente porque o município não cadastrou projeto, talvez por não ter edital aberto ou recurso específico nesse ano, mas é necessário que solicite recursos para este tipo de evento”, disse.

Aprovado recurso para Fesmate 2018 em Canoinhas

Vereadores que votaram a favor: Wilmar Sudoski (PSD), Paulo Glinski (PSD), Chico Mineiro (PR), Edmilson Verka (PR) e Célio Galeski (PR).

Paulo Glinski (PSD) explicou em sua fala que o crédito adicional é necessário para poder iniciar o procedimento para a realização ou não da festa, e não a autorização direta para que a Fesmate aconteça.

E conversando com o prefeito, o município está na busca de recursos para realização do evento, que pode até ser em sua totalidade ou parcial. Então, esse projeto inicia com recurso próprio, mas será realizada as negociações e busca do recurso com projetos já feitos pelo executivo”.

Glinski concluiu sua fala dizendo que “o município tem que iniciar ações, até para demonstrar que a festa irá acontecer e assim solicitar apoio, seja por emenda ou de outra maneira”.

Célio Galeski  frisou que há um pedido de recursos por parte do município. “Há um pedido do município para recursos, inclusive de emenda de R$ 100 mil para a festa. Mas sabemos que há um processo para esse recurso vir”.

Galeski também citou as melhorias no Parque de Exposições que devem ser realizadas todos os anos para que a festa aconteça, citando que em 2017 foi feito o reperfilamento da entrada do Parque.

Mas há a questão da adequação da energia elétrica que deve ser feita todos os anos, entre outras ações que são contínuas. E até creio que o recurso solicitado possa não ser suficiente”, também destacou o vereador, sendo favorável e votando a favor do projeto.