Professoras canoinhenses são homenageadas em ato solene na Câmara de Vereadores

Compartilhe:
Em uma noite bastante emocionante na Câmara, os vereadores canoinhenses puderam homenagear algumas professoras canoinhenses que fazem parte do Núcleo Regional da Associação Catarinenses de Professores (ACP), que nesse ano completa 25 anos de atuação.

A Associação foi criada com o objetivo de trabalhar nos interesses comuns, além de ampliar o convívio social da categoria, um sonho almejado pelos professores. “Essa associação, ao longo dos anos cresceu e se fortaleceu, buscou e conseguiu se tornar forte e firme, prestando diversos serviços aos seus associados”, explicou a coordenadora do Núcleo Regional de Canoinhas da ACP, professora Irene Beluk Pereira.

Professoras que participaram da sessão solene/Divulgação
O principal objetivo da nossa associação é garantir e assegurar direitos do magistério, da educação pública e de sua qualidade, e o maior patrimônio da ACP são os seus associados, pois representam o pilar da educação catarinense”, concluiu a coordenadora.

Autor do requerimento em homenagem às professoras, Paulinho Basílio (MDB), fez uso da tribuna na sessão, e falou sobre a profissão do professor, que segundo ele, é uma das mais nobres que existe. “Eu tenho orgulho de ter sido criado em meio a professoras, e talvez isso me faça entender o quanto é importante essa nobre profissão”, destacou. Vereador ainda enfatizou que a situação em que o país vive só pode ser mudada com a educação, formando cada vez mais pessoas pensantes e atuantes.

Presidente da Câmara, Coronel Mario Renato Erzinger (PR) parafraseou o professor Augusto Cury que afirma: “Ser professor é ser artesão da personalidade, um poeta da inteligência, um semeador de ideias”.

Comenda Amigo de Canoinhas
Foi cedida à Beatriz Ferreira Budant, que representou o Núcleo Regional de Canoinhas da Associação Catarinense de Professores (ACP)

Professoras Homenageadas

Norma Seleme Wiese
Regina Celi Schramm Seleme
Elfriede Isphair
Dirce Oliveira de Andrade
Laila Isphair Bossi (in memorian), representada por sua filha Isabel Cristina Dias Bossi

História da ACP


A Associação Catarinense de Professores (ACP) surgiu em 15 de outubro de 1952 na cidade de Florianópolis, hoje já com 65 anos, uma data muito importante, pois marcou a criação da primeira entidade associativa da classe. A associação é suprapartidária, com sede administrativa instalada em casa própria, em Florianópolis, e também possui duas sedes recreativas, sendo uma na praia de Canasvieiras e outra na praia de Fora, em Palhoça. 

Isabel Cristina Bossi recebeu a homenagem à sua mãe Laila Isfair Bossi (in memorian), que foi mentora do núcleo em Canoinhas, em 1993/Divulgação
Ainda há no centro da capital, a hospedagem do Professor, no edifício Cristiane, e todos tem custos subsidiados aos seus associados e familiares.

A ACP conta com uma equipe de profissionais em constante aprendizado para prestar atendimento presenciais ou a distância de seus membros. A entidade está representada no Estado por 25 núcleos regionais, como forma de descentralizar o atendimento que era feito somente na Capital.

Um desses núcleos está instalado em Canoinhas, que também tem sua história de 25 anos de atuação. O núcleo iniciou suas atividades no dia 9 de junho de 1993, com a mentora Laila Isfair Bossi (in memorian), auxiliada pela professora Dirce de Oliveira de Andrade, que reuniram no auditório da Funploc, hoje UnC, um grupo de professores da rede pública estadual e fundaram o Núcleo Regional de Canoinhas.