Motoqueiro embriagado derruba porta e parede e invade residência, em Canoinhas

Compartilhe:

Fugindo da PM em alta velocidade, o motoqueiro perdeu o controle de direção e invadiu uma residência, quebrando porta, parede e vários objetos do interior da casa.

Na madrugada desta segunda-feira (11), por volta das 3h10, equipes da PM de Canoinhas realizavam ações de polícia ostensiva quando avistaram uma motocicleta, com dois ocupantes, transitando pela Rua Eugênio de Souza com os faróis apagados, vindo em direção da viatura.

O motociclista desobedeceu a ordem de parada e fugiu pela contramão de direção na Rua Eugênio de Souza.
Os policiais militares iniciaram o acompanhamento da motocicleta Honda CG 150 Titan ESD, na cor preta a uma distância de aproximadamente uns 300 metros, pois o condutor conduzia em alta velocidade, pulando as lombadas e dirigindo de forma anormal. 


O motoqueiro entrou na Rua Francisco de Paula e Silva, no bairro Tricolin,  porém a equipe PM perdeu de vista a motocicleta.

Os policiais iniciaram rondas nas proximidades, sendo que no final da via, no entroncamento com Rua Ernesto Lourenço Schultz, foi observado  um sinal de freada de aproximadamente 50 metros de distância e após visualizado uma residência com a parte frontal danificada e seu interior uma motocicleta.


A proprietária da residência, informou que estava dormindo quando aconteceu o fato e que no interior da casa foi danificado uma TV 14", um fogão a gás, um sofá, uma estante, além da porta da sala e parte da parede frontal de madeira.


O Corpo de Bombeiros foi acionado e conduziu o motociclista e passageira até o  Hospital de Três Barras. 
No hospital, os dois foram identificados, ambos com sinais de embriagues. O condutor apresentava odor etílico, olhos vermelhos, sonolência e confirmou ter ingerido bebida alcoólica em uma danceteria. 
Foi oferecido o teste do etilômetro, mas o mesmo recusou e posteriormente foi confeccionado o Auto de Constatação de Embriagues. 

A motocicleta Honda, foi removida ao pátio conveniado pois não possuía condutor habilitado. Também foram confeccionadas as devidas autuações, conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Após serem liberados do Pronto Atendimento Municipal o condutor foi levado para a Delegacia de Polícia para providências cabíveis.