Ex presidente Lula sofre nova derrota judicial e continuará preso

Compartilhe:
Preso há quase três meses em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sofreu nesta sexta-feira (22), nova derrota judicial.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin rejeitou um pedido de Lula para aguardar em liberdade o julgamento de mais um recurso. Este pedido seria julgado pela 2ª Turma do STF na próxima terça-feira (26). Com a decisão, o caso não será julgado, e Lula continuará preso.

Uma eventual vitória do recurso poderia dar ao ex-presidente Lula plenas condições de ser candidato nas eleições presidenciais de outubro deste ano.

Lula foi condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Imagem: Ricardo Moraes
A medida teria duplo efeito: do ponto de vista penal, ele seria solto, e do ponto de vista eleitoral, enquanto não for julgado recurso no Supremo, ele poderia ser candidato.

Lula havia ingressado em 23 de abril com recurso especial, ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), e extraordinário, ao STF.
Em ambos, tenta anular a condenação a 12 anos e um mês de cadeia pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no processo do triplex do Guarujá.