Empresária manda matar ex funcionário por causa de ação trabalhista em Joinvillle

Compartilhe:
Policiais Civis da Delegacia de Homicídio de Joinville prenderam na tarde desta segunda-feira (25), a empresária Ana Salete Deucher de 60 anos, condenada a 17 anos de prisão por crime de homicídio ocorrido em novembro de 2014.
O julgamento que a condenou aconteceu após investigação que durou sete meses realizada pela Polícia Civil. 

Após o término da investigação, teve início uma série de recursos judiciais que impediam a prisão da empresária. 
A investigação mostrou que a condenada contratou serviço de pistolagem, pagando a quantia de R$ 2.500,00, com o fim de matar Tiago Régis, 29 anos.

A motivação do crime deu-se em razão de ação trabalhista movida por Tiago contra a empresa de Ana Salete.  O rapaz  trabalhou como motorista para a empresária por alguns meses em empresa de transporte executivo. 

De acordo com a Polícia Civil, na noite do crime, ele recebeu telefonema de Davi da Silva Antunes, 29 anos, que lhe ofereceu uma falsa proposta de emprego e marcou encontro em um galpão. No local, Tiago foi morto com um tiro na cabeça.
O ex-motorista havia entrado com uma ação trabalhista contra a empresa de Ana Salete. Ele seria ainda testemunha em outro processo do tipo, movido por um colega. Reprodução
Davi Antunes foi preso em maio de 2015. Acusado da execução, ele foi condenado a 14 anos de detenção. 
A partir do interrogatório e análises forenses, conseguiu-se provas irrefutáveis que provou que a empresária foi a autora intelectual do crime.

Uma vez condenada e expedida a ordem de prisão, a Delegacia de Homicídios consegui localizar e capturar a condenada somente na tarde desta segunda-feira (25). A empresária foi conduzida para o sistema prisional onde deverá começa cumprir sua pena.