Pesquisar neste site

Casal deixa bebê morrer de fome e só é preso quase 17 anos depois do crime, em SC

Um casal condenado a sete anos de prisão por maus tratos a filha foi preso pela polícia Militar em Navegantes esta semana. O bebê de seis meses morreu por desnutrição. 

O caso aconteceu em 2001, mas a condenação e a ordem de prisão só sairam em fevereiro deste ano.
Maria de Fátima da Silva, 50 anos, foi presa na casa onde morava, na última quinta-feira (21). O marido dela, Paulo Francisco Bezerra, 54, já tinha sido preso na tarde de domingo.

O mandado de prisão foi expedido pela Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), em resposta a um recurso apresentado pelo casal, que pedia a prescrição da pena.

A Justiça entendeu que os pais foram responsáveis pela morte da criança, que faleceu de inanição - um caso muito grave de desnutrição. Na época, a bebê foi levada ao hospital, mas não resistiu.

O casal foi preso quase 17 anos depois do crime/Divulgação
Os pais não teriam observado os cuidados de saúde necessários à criança, mesmo com os repetidos avisos do conselho Tutelar e de servidores da saúde.

Segundo a justiça, o casal chegou a impedir a entrada de conselheiros tutelares na moradia. O laudo cadavérico confirmou que a morte foi por desnutrição.

A família já era conhecida pelas condições de maus-tratos, miséria e falta de higiene. Os dois perderam a guarda de outros quatro filhos.
A justiça definiu uma pena de sete anos, um mês, e 10 dias de prisão pra o casal.

*Com informações da RICTV Record SC