Apresentador Datena se lança na política: "Estamos fartos de mentira"

Em sua estreia ao microfone como candidato ao Senado pelo DEM (Democratas), o apresentador José Luiz Datena não economizou nas críticas à segurança pública, citando especificamente a situação observada em São Paulo.

"O crime organizado no Brasil, e mais especificamente o PCC, criado em São Paulo, é a organização criminosa que mais cresce no mundo inteiro. Se é a que mais cresce, significa que o sistema de segurança pública de São Paulo, do Brasil, está falido", afirmou Datena.

"Vocês podem ter um político de péssima qualidade, uma porcaria de político, mas vão ter um cara que vai ser honesto com vocês", acrescentou.

"Estamos fartos de mentira. Queremos acreditar que essa classe política chegou ao limite e que façam desse País um grande País, pensando do povo e para o Povo, e não do bolso e para o bolso", destacou em outro trecho do discurso. 


Datena criticou os políticos que defendem a reforma da Previdência, antes da reforma política. Ele disse ainda que ficou "desesperado" quando o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa desistiu de concorrer, porque considera necessário renovar a política.

Em 2016, ele chegou a anunciar a pré-candidatura a prefeito de São Paulo pelo PP, de Paulo Maluf, mas surpreendeu ao desistir da disputa; "Desistir foi a atitude mais correta que tomei", diz. "A experiência foi uma bosta muita grande, mal cheirosa".