Polícia descobre abate clandestino de gado no interior de Rio Negrinho

A Polícia Civil de Rio Negrinho efetuou uma operação conjunta com a CIDASC -Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina - para verificar denúncias de abate clandestino de gado e manutenção de animais em situação irregular.

Os agentes compareceram em uma propriedade rural na localidade de Colônia Miranda, onde logo verificaram um local destinado ao abate de animais e diversas cabeças de gado jogadas no pasto contíguo ao abatedouro.

Dentro do abatedouro, além de instrumentos para limpeza dos animais e corte da carne, os policiais encontraram munições de calibre .22LR.

Os animais possivelmente eram mortos com disparo de arma de fogo/Divulgação
Diante do encontro das munições e após verificar que os crânios dos animais possuíam orifício característico de terem sido mortos com disparo de arma de fogo, os policiais efetuaram busca nas residências existentes na propriedade e encontraram uma carabina calibre .22LR, uma carabina de ar comprimido modificada para disparar projéteis de calibre .22LR e outra carabina, aparentemente de ar comprimido.

Também foi encontrado diversas munições de calibre .22LR, e uma garrucha do mesmo calibre, objetos estes que foram apreendidos para serem periciados.


Os profissionais da CIDASC constataram ainda que diversas cabeças de gado estavam em situação irregular (sem brincos de identificação) e também que a quantidade de animais na propriedade era incompatível com os cadastros do criador no órgão.

Os suspeitos irão responder administrativamente e criminalmente por seus atos, tendo sido instaurado Inquérito Policial para aprofundar as investigações.