Morre em confronto com a polícia, o suspeito da morte da policial catarinense

Compartilhe:
Um dos suspeitos de assassinar a soldado PM Caroline Pletsch no dia 26 de março passado, morreu nesta segunda-feira (2) em um confronto com policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), em Natal.
A informação é da Polícia Civil, que divulgou também que outros dois suspeitos do crime foram presos na ação.

Segundo informações repassadas pela Polícia Civil, o Bope encontrou o local onde estavam os suspeitos, no conjunto Gramoré, Zona Norte de Natal, após uma denúncia. 
A polícia diz que quando a viatura chegou à casa indicada na denúncia foi recebida a tiros. Os policiais revidaram e acertaram um dos homens.

Ele teria sido socorrido ao hospital, contudo não resistiu aos ferimentos e morreu. O marido da policial Carolina o reconheceu como sendo o autor dos disparos que vitimou sua esposa.


Os outros suspeitos, que são irmãos, foram presos por porte ilegal de arma. Foram apreendidas armas e munição com os dois. Ambos estão sendo ouvidos pelos agentes da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e já negaram a participação no assalto durante o depoimento.

O sargento marcos Paulo permanece internado no Hospital da Polícia Militar. A assessoria de imprensa da corporação informou que ele tem apresentado melhora no quadro, e que receberá alta ainda nesta semana.