Luz no fim do túnel? Novas informações sobre a perícia do INSS em Canoinhas

Compartilhe:
O vereador Paulo Glinski (PSD) durante a sessão de segunda-feira (02), trouxe notícias de esperança para a região de Canoinhas. O vereador recebeu uma ligação durante a tarde do membro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Dr. Márcio Shiefler Fontes, informando que recebeu a manifestação da Câmara de Vereadores sobre a solicitação de perito para a sede do INSS em Canoinhas.Doutor Márcio tentou durante a tarde já conversar com o presidente desta casa, e entrará em contato durante essa semana para passar mais informações sobre o andamento do manifesto”, frisou Glinski.

O vereador também destacou que já na semana passada, Shiefler manteve contato com a Procuradoria do INSS de Brasília, e há um convênio entre o INSS e o CNJ que lhe permite ter acesso de uma forma mais rápida às informações, para dar condições de propiciar uma resolução desse problema. “Ainda não há um prazo, nem uma promessa de resolução, mas entre uma semana a 15 dias teremos uma resposta esclarecedora sobre a situação futura desse tema”, enfatizou Glinski.

Agência do INSS de Canoinhas segue sem perito.  Foto: Canoinhas Online
Também durante conversa, foi adiantado que o que dificulta a resolução imediata, é de que internamente existe informação de uma situação de problemas no atendimento e ameaças do contribuinte com o perito que atendia na unidade do INSS em Canoinhas. “Isso torna uma situação de alerta dentro do INSS, com informações que em Canoinhas aconteceram determinadas situações de agressão verbal ou até física, o que prejudica o andamento para uma solução”, explicou o vereador.

Glinski ainda destaca que o Doutor Márcio recebeu toda documentação que a Câmara enviou, o que foi muito útil para poder se inteirar da situação do Instituto na cidade, “e conhecedor da cidade e das pessoas que moram nela, ele está explicando ao INSS que talvez a situação não seja a que chegou até eles”. Glinski ressalta que o que há, “é um histórico de pelo menos um ano de mau atendimento da perícia com a nossa comunidade canoinhense”.

Segundo o Doutor Márcio, que é membro do CNJ, acredita-se que em até 15 dias o povo canoinhense terá um retorno de como ficará essa triste situação.

Vereadora Norma Pereira (PSDB) também fez uso da palavra em seguida, ressaltando que a Câmara também recebeu uma resposta da Karina Braido, que é diretora de Saúde do Trabalhador, onde é feito todo um relato sobre os acontecimentos.

Segundo o vereador, entre uma semana a 15 dias teremos uma resposta esclarecedora sobre a situação/Divulgação
No final é citado que especificamente a unidade de Canoinhas conta com uma médica que está afastada para atendimento do público externo, para poder prestar serviços internos, por orientação da Perícia Médica do Servidor Público.
Ficamos muito tristes com essa situação, pois sabemos que o povo canoinhense é muito ordeiro e educado”. 

Norma ainda destacou que médicos como Wagner Pelágio e Haroldo Ferreira, entre outros, passaram por esse órgão, e nunca tiveram esse tipo de problema e nenhuma reclamação. “Acredito que esse órgão tem que resolver o problema com o seu servidor, internamente, para que as pessoas parem tanto de sofrer e consigam seu benefício, que lhes é de direito”.