Homens com fantasias de 'La Casa de Papel' são detidos tentando entrar em centro prisional

Compartilhe:
Três jovens e um adolescente foram detidos na terça-feira (17) após invadirem e causarem tumulto em um centro de triagem de detentos, em Recife/PE, vestindo fantasias da série 'La Casa de Papel'.
As primeiras informações eram que o grupo era composto por YouTubers pernambucanos que tentavam gravar uma pegadinha.

Com macacões vermelhos e máscaras do pintor espanhol Salvador Dalí, o grupo foi abordado por agentes penitenciários, que encaminharam as quatro pessoas à Polícia Civil. A escolta do grupo até a unidade foi feita pela Polícia Militar.

Homens fantasiados com roupas da série La Casa de Papel foram presos em Recife.
Foto: Reprodução WhatsApp
Em nota, a Polícia Civil explicou que o grupo entrou portando celular e causando tumulto no local

Três dos quatro suspeitos foram autuados em flagrante pelos crimes de violação de domicílio qualificada (por entrarem contra a vontade expressa em compartimento não aberto ao público), favorecimento real (por terem ingressado com celulares em estabelecimento prisional), falso alarme (por terem provocado tumulto no estabelecimento prisional) e corrupção de menores.

Após audiência de custódia realizada nesta quarta (18) no Fórum da Comarca de Olinda, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) liberou os três homens presos. O quarto detido é adolescente, responde a um Boletim de Ocorrência Circunstanciado e foi liberado no dia da invasão.

O juiz concedeu liberdade provisória ao trio após fixar em R$ 5 mil a fiança para cada um deles, concedendo um prazo de 24 horas, que se encerra na quinta (19), para o pagamento do valor. 
Segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco, até as 18h desta quarta (18), dois integrantes tinham pago a quantia.

Foto: Reprodução WhatsApp
Em nota, o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, recriminou a tentativa de invasão:

"É de uma irresponsabilidade inimaginável. Foi uma ação arriscada e que só não teve um final trágico graças a experiência dos nossos agentes penitenciários. Recentemente 21 pessoas morreram numa tentativa de resgate no presídio do Pará. Na ação, o grupo poderia facilmente ser confundido com estes mesmos criminosos".

Além do pagamento da fiança, eles precisam cumprir medidas cautelares em substituição à detenção.