Pesquisar neste site

Homem é preso após colocar fogo na casa de ex companheira, em Porto União

Um homem foi preso, em Porto União, suspeito de ter provocado incêndio na casa da ex-companheira, na tarde desta quinta-feira (05).
Os Bombeiros de Porto União e União da Vitória foram acionados para combater o incêndio no imóvel, no bairro Cidade Nova.

As duas equipes atuaram em conjunto para evitar que as chamas atingissem outras residências. No momento que as equipes chegaram ao local não havia pessoas dentro da casa.

As guarnições evitaram que o fogo se alastrasse para as casas vizinhas. Foto: Bombeiros de Porto União
Uma guarnição da PM também compareceu ao local, e conversou com uma vizinha que relatou aos policiais que nesta quinta (05), o ex-companheiro da mulher que teve a casa incendiada, esteve no imóvel.

A moradora achou estranho o homem estar ali, pois tinha conhecimento que o casal havia se separado e sua vizinha havia comentado com ela que tinha sido agredida diversas vezes por ele.

O suspeito saiu do interior da residência com duas malas e disse que iria viajar. Logo em seguida começou a sair fumaça e a casa pegou fogo. 

Foto: Bombeiros de Porto União
De posse das características do suspeito, a guarnição iniciou rondas e localizou o homem na Rua União da Vitória, próximo ao parque.
Questionado sobre o ocorrido, ele só falou que havia se separado e que iria viajar para Criciúma, estando inclusive com a passagem comprada.

O suspeito recebeu voz de prisão e conduzido até a Delegacia de Polícia Civil para esclarecimentos e devidas providências.

A moradora foi avisada pela irmã e compareceu na delegacia vindo a relatar que estava separada há cerca de um mês e que o tempo que permaneceu com ele sofreu diversas agressões físicas. Relatou também que no dia anterior (04/04), havia conseguido uma medida protetiva.

Alterado e bastante agressivo, o suspeito proferiu uma ameaça, dentro da delegacia, que foi presenciada pelos policiais: disse que se fosse preso, quando saísse do presídio iria matar a ex e a vizinha. Foi confeccionado Boletim de Ocorrência para registrar fato.

Interior da residência ficou totalmente destruído.Foto: Bombeiros de Porto União
Investigação

O 1°Ten Marcos Colla, Comandante da 3ª Companhia de Bombeiros Militar de Porto União que também é perito em incêndio e explosão, esteve no local e disse que não se pode afirmar que o incêndio teve uma ação humana direta, sem antes realizar uma investigação pericial (perícia de incêndio). 

O laudo que irá apontar as causas do incêndio sairá em 30 dias. Foto: Bombeiros de Porto União
Mesmo quando há uma confissão do autor do sinistro ou testemunhas da ação direta (intencional), essas informações são relacionadas com os elementos analisados e coletados no local para com base nisso fazer a correlação dos elementos obtidos para então dar a conclusão final.
As causas do incêndio serão investigadas e o relatório deve sair em até 30(trinta) dias.

Se confirmado o fato, o suspeito poderá responder por incêndio criminoso, além do descumprimento de medida protetiva e violência doméstica.