Desastre ambiental no norte de SC. Mais de 200 kg de peixes são retirados do rio

A mortandade de peixes e camarões no Rio São João mobiliza agentes de limpeza neste domingo (8) em Garuva, no Norte catarinense.

As mortes foram registradas após o vazamento de líquido tóxico (Osmose k33) e óleo diesel, que resultou de um acidente envolvendo três caminhões na BR-376, no Paraná, na sexta-feira (6).

Até as 15h00 deste domingo (08),  foram retirados ao menos 200 quilos de peixes, sendo a maioria lambari, segundo a Defesa Civil.

Trabalhos de limpeza na barreira do rio em Garuva. Foto: Carolina Winter/ NSC TV
Foram feitas barreiras de sucção no rio e uma bacia de contenção. Além da limpeza, o trabalho emergencial inclui o monitoramento constante da qualidade água.



Segundo a Defesa Civil, o rio também está com forte odor. Por isso, o órgão recomendou no sábado (7), que a população ribeirinha de Garuva e de Guaratuba (PR) não use a água do rio, pelo menos nos próximos cinco dias ou até a confirmação da liberação do uso da água.