Veículo é atropelado por uma vaca e motorista é indenizado, no oeste catarinense

A justiça confirmou nesta segunda-feira (05), uma indenização de R$ 4,3 mil para cobrir prejuízos em um veículo que foi "atropelado" por uma vaca, em São Miguel do Oeste, em setembro de 2015.

O "atropelamento" aconteceu em uma estrada rural, no interior do município  quando, segundo o processo, o homem dirigia pela estrada na companhia da namorada e um amigo, quando viu a vaca escapar de um cercado. 

Ele estacionou o automóvel para evitar o choque em movimento, mas o bovino veio em sua direção e abalroou a lataria do carro. Ele e o amigo ainda tentaram capturar o bicho para evitar futuros danos, mas o animal aproveitou-se da escuridão e embrenhou-se num matagal.

Imagem ilustrativa
No dia seguinte, o autor voltou ao local e identificou não só a vaca - cuja pata dianteira apresentava um ferimento - como também seu proprietário, por meio da numeração do brinco verificada no inventário de animais cedido pelo Cidasc. 

Os depoimentos das testemunhas, assim como demais provas, dão conta de que a vaca causadora do acidente possuía as cores branca e cinza e trazia o brinco de identificação que definia sua origem.

As fotografias nos autos retratam justamente um animal ferido, o que ocorreu provavelmente em virtude da colisão com o veículo, e mostram a cerca com presença de pelagem do bovino.

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ/SC) entendeu que o proprietário do animal, devidamente identificado, será responsável pelo ressarcimento.
A decisão foi unânime.