Pesquisar neste site

Polícia Civil de Canoinhas faz palestra no Hospital Santa Cruz

O Hospital Santa Cruz convidou a Psicóloga da Polícia Civil e o Delegado de Polícia de Canoinhas para palestrarem sobre o Enfrentamento à Violência contra a Mulher. A palestra foi realizada nas dependências do Hospital na quarta-feira (28).

Em uma abordagem dinâmica, a Psicóloga Mellize Cardoso considerou as implicações e os desafios para os profissionais da saúde no que diz respeito à violência contra a Mulher e contou com o apoio do Dr. Flávio Lima e Silva Junior, delegado da comarca de Canoinhas que ministrou sobre as leis de amparo e proteção à mulher.

HSCC Divulgação
O Hospital Santa Cruz visa sempre buscar formas de difundir o conhecimento e a conscientização de seus colaboradores como ressalta a Assistente Social da entidade, Cristine Ribeiro Isphair Maziero: “Em alguns momentos somos violados, em outros somos o violador e é importante ter esta consciência, e entender que os órgãos de segurança, como a polícia civil, estão próximos da comunidade e dos nossos serviços aqui no Hospital, para que juntos possamos prestar o apoio necessário e correto a estas vítimas e suas famílias”.

O respaldo positivo dos colaboradores do HSCC veio na própria palestra com o questionamento: O que você leva em sua bagagem? As respostas motivam ainda mais a equipe administrativa do Hospital a continuar promovendo ações de incentivo e conscientização do profissional da saúde nos mais diversos âmbitos.
Aprendi a importância em saber das nossas responsabilidades com as pessoas e com nossa vida”;
Além de conhecimento que vou agregar ao dia a dia, saliento a importância da quebra de preconceitos e a desmistificação da submissão da mulher em uma sociedade machista”;
As formas consideradas violência e como acabamos sendo causadores de uma violência, seja por um ato ou palavra mal colocada. Como por meio cultural muitas vezes aceitamos a violência por considerar algo normal”;
Levo na bagagem que a mulher tem um poder enorme para fazer suas escolhas e que tem o direito de ter suas escolhas respeitadas. A mulher é forte independente de raça, cor, credo e merece respeito”;
Devemos sempre estar atentos aos sinais de violência que qualquer pessoa apresentar, seja ela moral, psicológica, não apenas física. Devemos colocar a mão na consciência e não cometer nenhum tipo de violência. E também o alívio de ter o apoio da polícia, sabendo que em qualquer coisa sofrida teremos auxílio
HSCC Divulgação
O mês de março é sempre o mês de salientar as questões da mulher na sociedade e o papel do Hospital também é orientar, conscientizar, alertar e proteger.
A entidade agradece imensamente o apoio e auxílio do Delegado e da Psicóloga da Polícia Civil nesta missão.