Jovem que morreu em queda de helicóptero tinha o sonho de voar

Compartilhe:
O jovem Bruno Siqueira, de 21 anos, foi uma das vítimas da queda de um helicóptero, no último dia 08, em Joinville.
Segundo a polícia, a aeronave foi sequestrada em Penha e supostamente serviria para resgatar um detento de um presídio em Joinville.

Conforme a família, Bruno trabalhava há 5 meses como auxiliar de embarque na pista de pouso que fica em frente ao Parque Beto Carrero World, na Penha.
Anteriomente ele trabalha dentro do Parque, nos brinquedos, até que surgiu uma vaga de tercerizado, na Avalon Táxi Aéreo, empresa responsável pelo helicóptero.

Bruno Siqueira tinha apenas 21 anos e o sonho de voar/Reprodução Facebook
Um primo de Bruno, que trabalhava junto com ele e presenciou o embarque, contou que ele só embarcou porque havia um lugar sobrando no helicóptero e ele quis aproveitar a chance para voar.
Conforme o familiar, os criminosos não levantaram suspeitas na hora de contratar o serviço de voo.

Pista de pouso em frente ao Beto Carrero World onde Bruno trabalhava/Reprodução NSC
Bruno era o filho caçula de um comerciante e uma dona de casa. Os pais estão em estado de choque.

O corpo do jovem ainda está no Instituto Médico Legal (IML) de Joinville e a família não tem previsão de quando vai conseguir fazer o enterro.
Bruno morreu realizando um sonho da vida dele.