Golpistas estão agindo em Canoinhas. Fique alerta!

Compartilhe:
Um novo golpe está sendo aplicado em Canoinhas. A Polícia Militar recebeu duas denúncias, viam Copom 190, nesta quarta-feira (28), de que pessoas estão tentando vender Filtros de Água nas residências, no valor de R$ 1.000,00.

As denúncias partiram de moradores do bairro Campo da Água Verde, onde foi relatado que pessoas estão passando nas casas e dizendo que a água da Casan está contaminada.


Segundo as denúncias, essas pessoas vão entrando nas casas e já vão instalando, querendo assim obrigar o morador a comprar o tal filtro.
O alvo principal são os idosos e as pessoas mais simples, segundo a PM.

Esse golpe já foi aplicado em várias cidades do país. Em alguns casos os golpistas fingem fazer um teste que comprovaria a má qualidade da água da torneira, colocando uma substância que deixa a água amarelada.

"Um caso acontecido em Bauru/SP, uma idosa de 71 anos procurou Polícia para denunciar um golpe sofrido ao comprar um purificador de água. O prejuízo foi de R$ 1.824,00.

Segundo a vítima relatou, ela teria comprado o produto de um vendedor e quando o homem foi instalar o produto, teria solicitado vários documentos e que a mesma assinasse alguns papéis.

Posteriormente, ela verificou no cadastro do INSS, que teria sido feito um empréstimo em sua aposentadoria, no valor de R$ 1.824,00, dividido em 60 parcelas, sendo que a vítima não teria recebido dinheiro algum. A única compra que ela teria feito seria do purificador, que já havia sido pago
."

Recentemente esse tipo de golpe também foi registrado na cidade de Porto União.
Em Canoinhas, infelizmente ainda não há informações sobre as características do veículo que os golpistas estão utilizando, mas a polícia pede que se alguém receber a visita destas pessoas ou presenciar em outra residência, seja na sua rua ou na casa de um vizinho, que ligue imediatamente para a Polícia Militar através do 190.

Atualização: Na tarde do dia 29/03, um homem foi preso, suspeito de estar aplicando o golpe, no bairro Campo da Água Verde. Saiba mais sobre a prisão.