Enterros deverão ser feitos com absorventes funerários, em Canoinhas

Para quem pensa que cemitérios apenas são assustadores e provocam medo nas pessoas, eles também oferecem outros perigos.
Os cemitérios, como qualquer outra instalação que afete as condições naturais do solo e das águas subterrâneas, são classificados como atividade com risco de contaminação ambiental.

O processo de decomposição de corpos libera diversos metais que formam o organismo humano. 

O principal contaminante na decomposição dos corpos é um líquido conhecido como necrochorume, que contém aproximadamente 60% de água, 30% de sais minerais e 10% de substâncias orgânicas degradáveis.

Cemitério Municipal de Canoinhas/Arquivo
Pensando neste problema de saúde pública e proteção ambiental, o vereador Chico Mineiro (PR), apresentou o Projeto de Lei N.º 201/2017, que "Dispõe sobre a política de eliminação nos lençóis freáticos nos cemitérios municipais".

O PL foi aprovado em primeira votação, no dia 26 de fevereiro e em segunda votação nesta terça-feira (06). O projeto segue agora para ser sancionado pelo prefeito.

Assim que a Lei for sancionada e publicada, as funerárias responsáveis pelos sepultamentos realizados em cemitérios dentro do município de Canoinhas, terão 60 dias deverão tomar medidas contra a contaminação do aqüifero freático.

O Projeto de Lei prevê o uso de um absorvente funerário (o nome é esse mesmo), que nada mais é do que um "colchonete" colocado embaixo do corpo, no interior da urna funerária, que irá absorver o líquido da decomposição de cadáveres.
O produto custa em torno de R$ 60,00 a unidade.

Esse líquido (necrochorume) começa a ser eliminado após um ano da morte e pode transmitir doenças, dada a sua perigosa carga biológica, de vírus e bactérias.

Em geral, cada corpo produz diariamente 200 mililitros de necrochorume, por pelo menos seis meses.

O absorvente funerário é constituído, basicamente, por duas mantas não-tecidas (“geotêxtil”), unidas formando um saco retangular, preenchido com uma mistura ativa absorvente-secativa-desinfetante, capaz de reter mais de dez vezes o seu peso|volume de líquidos corpóreos, catalizando a sua secagem e neutralização biológica.

A tecnologia moderna resolveu um dos problemas mais indesejáveis nos velórios e sepultamentos: o vazamento de fluidos cadavéricos para o meio externo aos caixões e sepulturas.
É um produto nacional simples, eficiente e com preço razoável. 

Outra alternativas para evitar a contaminação

Cremação
É a solução póstuma de menor impacto ambiental, pois não gera resíduos convencionais com potencial de contaminar o ambiente, tanto no solo quanto na atmosfera.

Processo de cremação/Reprodução
O processo de cremação não libera fumaça e ocorre a temperaturas muito elevadas, em torno de 900°C. Em cerca de duas horas, elimina-se organismos patogênicos e os gases são capturados pela queima. 

Cemitérios verticais
É outra alternativa a instalações convencionais sujeitas a todos os impactos ambientais considerados. Nessas unidades os corpos são depositados em instalações com finalidades específicas e geralmente se assemelham a edifícios comuns, como é o caso do Memorial de Santos, no litoral de São Paulo, que chega a 14 andares. 

Cemitério vertical de Santos/SP/Reprodução
Também oferecem a facilidade de menor espaço físico, ausência de interferência do necrochorume e resíduos nas águas subterrâneas,  facilidade de sepultamento e visitas em dias chuvosos. 
Quanto aos impactos provocados ao meio ambiente, destaca-se que nos cemitérios verticais também não há contato direto do corpo com o solo, diminuindo os riscos produzidos pela contaminação tanto do solo quanto dos recursos hídricos.

Enterro verde
Outra opção disponível é conhecida como "enterro verde". No procedimento também é usado o método de cremação, porém com modificações nas urnas: são usados modelos biodegradáveis de caixões, feitos de madeira, papel reciclado ou vime. 
Enterro verde.
Dentro, é colocada terra e plantada uma muda de árvore, para que, quando a planta crescer, o recipiente se rompa e a árvore se torne uma referência para a família.