Casal sobrevive após veículo despencar em ribanceira na Serra Dona Francisca

Um homem de 57 anos e uma mulher de 53, conseguiram sobreviver por cerca de 36 horas após o veículo em que estavam, despencar em uma ribanceira na SC-418, na Serra Dona Francisca.

O acidente aconteceu na noite de sábado (06), por volta da 22h00, conforme a Polícia Militar Rodoviária. O casal seguia de Campo Alegre em direção a Joinville, onde reside, quando o condutor disse que teve um momento de distração e não viu a curva.

O helicóptero Águia da PM de Joinville foi acionado para fazer o resgate das vítimas.
Imagem: Polícia Militar/Divulgação
O local da queda tem cerca de 200 metros de barranco e não tem visibilidade da pista. Sem sinal de celular, o casal não conseguiu pedir ajuda e permaneceu no local sem água e sem comida.

Um filho do casal que estranhou o fato de eles não terem retornado para casa decidiu refazer o percurso dos pais pela rodovia. Neste ponto da Serra Dona Francisca, segundo a PMRv, onde são comuns acidentes de trânsito, o rapaz resolveu chamar pelo nome do pai, que respondeu.
O casal foi resgatado por volta das 10h desta segunda-feira (08).

O casal estava bastante machucado e com princípio de hipotermia.
Imagem: Polícia Militar/Divulgação
Segundo Ricardo Vitorino, coordenador operacional dos Bombeiros Voluntários de Joinville, o casal estava bastante machucado, com várias picadas de formigas e outros insetos. 
A senhora estava dentro da caminhonete com sinais de um princípio de hipotermia, com suspeita de uma fratura na perna e o marido dela também estava gelado. Ele até tentou subir o barranco, mas por se tratar de um local muito íngreme, teve que desistir e aguardar por ajuda junto da esposa.



Veículo em que estava o casal foi resgatado no final da tarde.
Imagem: Polícia Militar/Divulgação
"Durante o resgate, nós também não conseguimos retornar com as vítimas para a rodovia, porque o trecho é muito íngreme. Então, acionamos o helicóptero Águia da PM para que eles fossem conduzidos ao hospital",  explicou o coordenador. 

Apesar das suspeitas de fraturas e do frio, o casal estava consciente e foi encaminhado ao Hospital Municipal São José. Os dois estão em condição estável, conforme os policiais.

Só para relembrar, próximo a esse local ocorreu a maior tragédia rodoviária de Santa Catarina, onde em março de 2015, o motorista do ônibus, com placas de União da Vitória (PR), teria perdido o controle do veículo em uma curva.
A ocorrência resultou na morte de 51 pessoas .
Com informações da RIC/TV.