Um relato emocionante de quem viveu a tragédia de 1959, em Rio dos Pardos

Irene Paul Reinert, hoje com 71 anos, conta o que foi a passagem do tufão na localidade de Rio dos Pardos, interior de Canoinhas.

Imagem da época, onde ficava a residência de Ernesto Paul, pai de Lourdes.
Imagem: Acervo pessoal
Na tarde chuvosa de domingo em Canoinhas, em 13 de agosto de 2017, a sra. Lourdes Irene Paul Reinert nos recebeu em sua casa para um chimarrão e uma conversa.
É uma data muito triste para ela. Relembra a trágédia vivida por aquela menina, então com 13 anos de idade, na localidade de Rio dos Pardos, em 13 de agosto de 1959.

Já era fim de tarde quando voltava da lavoura com seu pai, Ernesto, quando encontraram o Sr. José Agápio, com seu filho Clemente, na época com 7 anos.
Estava tudo quieto, meio nublado, nuvens amarelas com tons de roxo.
-O que o senhor nos conta deste tempo? perguntou José Agápio, ao pai de Lourdes.
-Olha, "tá pra cair muita pedra. Essas nuvens...é pra muita pedra".
Mas não caiu uma só pedra, nem uma gota de chuva, e foi a última vez que José e seu filho Clemente foram vistos com vida.




Mais tarde, depois de colocar a irmã mais nova, de apenas 5 anos para dormir, Lourdes e os pais, também preparavam-de para se recolher.
A casa era com sótão, e a mãe de Lourdes, Olinda, ao subir olhar os filhos que já estavam dormindo, observou uma grande barra branca no céu e comentou que o tempo ia ficar bom.

Assim que desceu as escadas, começou um barulho muito forte. De repente.
"Como se tivesse um monte de caminhão e trator roncando e derrubando tudo. Aquilo vinha moendo tudo", relembra Lourdes.

"Depois deu um estouro muito grande, em cima da casa. Eu segurei com força na roupa de minha mãe e gritava: -Mãe acuda que o mundo tá acabando. Mãe o mundo tá acabando."

"Depois não vi mais nada. Quando acordei , não sabia onde que eu tava. Não tinha dado um pingo de chuva. Nada. Estava no meio do mato, ao lado de minha mãe. Devo ter me agarrado a ela com tanta força, que o vento nos levou juntas."

"A escuridão era total. Tudo destruído. Bem longe eu vi uma coisa que fazia assim (piscava como se fosse fogo) e depois sumiu. Só se ouvia gemidos. Lá longe eu vi uma luz. Chamei minha mãe para irmos até lá. Minha mãe chorava e gritava: -Nossa Senhora traga meus filhos, Nossa Senhora traga meus filhos...".

Imagem da época. Imagem: Acervo pessoal
"No caminho para aquela luz, ouvi um gemido. Era o João Urbano (Reinert). Estava caído, bem longe de onde era sua casa. Ele não resistiu. A esposa dele, Noemia, na época grávida de 7 meses, também morreu. Dos seis filhos, quatro meninos morreram. Ficou as duas meninas".

"Quando chegamos naquela luz, era a farmácia do Antônio Batista. Todo mundo foi para lá. Queriam remédios. Todo mundo estava vomitando. Tinha muita gente morta por ali. Todos no chão."

"Um dos sobreviventes, Euclides Sabatke, disse que saiu na janela para ver o que era aquele barulho. E viu tudo branco por baixo. Como se as nuvens estivessem no chão. E bolas de fogo. Aquelas bolas subiam e desciam. Muita gente relatou ter visto essas bolas de fogo."

Imagem do bêbe da família Truhan, tirada na época, no Hospital Santa Cruz de Canoinhas. Conta-se que ele foi encontrado dentro do berço.
"Os corpos foram levados, em dois caminhões, para a cidade. Tanto dos mortos como quem estava ferido. Fui tudo colocado um do lado do outro."
"A minha irmãzinha deitada, Roseli o nome dela, e eu chamava: -Rose, Rose, Rose...ela acabou falecendo ali mesmo, em cima do caminhão."

"Foi sofrimento demais. Triste, triste. Minha mãe quando saiu do hospital, não enxergava, o rosto inchado e roxo. Meu pai ficou muito machucado."

"Depois de ter uma casa grande, fomos morar em uma meia água, com fogãozinho de barro, na localidade do Rio da Areia. A casinha era dos empregados do meu tio, que tinha uma serraria. Tinha um quartinho, que cabia um colchão no chão. Dormia eu, meus pais e meu irmão. As outras duas irmãs dormiam na casa do tio."

"De madrugada, quando trovejava, a mãe gritava: -Vamos correr lá pro tio. Um dia nós saímos as duas horas da madrugada, pra casa dele. Foi muito sofrimento."

"Meu pai não recebeu nem um botão, nem uma tábua. Eles embolsaram tudo. Não sei de ninguém que tenha recebido ajuda pra reconstruir." desabafa Lourdes.
 Imagem: Canoinhas Online
Questionamos dona Lourdes, sobre a ajuda, em dinheiro, que várias entidades mandaram na época, inclusive o Vaticano, o governador de Santa Catarina e a Câmara de Vereadores de Canoinhas.

"Não vimos nada. Meu pai não recebeu nem um botão, nem uma tábua. Eles embolsaram tudo. Não sei de ninguém que tenha recebido ajuda pra reconstruir."




A família de Lourdes, como tantas outras,  perdeu tudo. A casa, lavoura, a criação. Passou por muito medo e sofrimento. Com o passar do tempo e com o próprio esforço, tudo foi reconstruído.

Mas a dor de ter perdido duas irmãs na tragédia, uma menina de 5 anos, e outra de 14, essa jamais será esquecida.

Todos os anos, nesta data, dona Lourdes é tomada por muita tristeza. Diz que relembra tudo e a dor ainda é muito forte. São marcas que jamais se apagarão.

O saldo da tragédia

Os mortos:
-João Urbano Reinert, sua esposa Noemia Zimmer Reinert e seus quatro filhos: Benito Luiz, Aurélio, João Assis e Carmelo Almir Reinert. Todos menores. Na mesma casa estava Maria Terezinha Habitzrentr, sobrinha do casal.

-Hilda Kischler e suas filhas Laurina e Norma Kischler.

-José Rodrigues Martins,  mais conhecido como José Agápio, e seu filho Clemente Martins.

-Maria Luiza e Roseli Paul, filhas de Ernesto Paul.

45 pessoas feridas deram entrada no Hospital Santa Cruz. Alguns deles em estado grave, mas todos sobreviveram.

Agradecemos a Sra. Lourdes Paul, por nos receber tão gentilmente para falar de um assunto que, nota-se claramente, ainda faz mal para a alma.
Mas ela pode ter certeza que este relato ajudará às futuras gerações, e o povo canoinhense, a não esquecer essa tragédia, que faz parte de nossa história.

Nome

3º Batalhão de Polícia Militar,27,Ação Social,1,Acidente,91,Acidente com motos,1,Acidente com vítimas,1,Acidente na BR-280,5,Acidente na BR-376,1,Acidente na Rodovia do Xisto,1,Acidente na Serra,2,ADR Canoinhas,2,Afogamento,5,Agricultura,3,Água,1,Alerta,1,Amigos,2,Anticrime,1,Apreensão de armas,1,Apreensão de drogas,3,Assalto,3,Atendimento na UPA,1,Atropelamento,1,Atualidades,45,Aumento,4,Aventura,1,avião,1,Banda Novos Talentos,1,Barra Velha,2,Bebida não,1,Bela Vista do Toldo,15,Beto Carrero World,1,Beto Passos,2,Big Brother,1,Blumenau,1,Bolsonaro,1,BR 101,10,BR 116,41,BR 153,15,BR 277,3,BR 280,104,BR 476,2,BR- 282,13,BR-282,2,BR-376,2,BR-470,22,Brasil,223,Brasil-Política,1,brasil. Black Friday,1,Briga em bar,1,Briga em família,1,Caçador,17,Cadeia nele,1,Calor,5,Cano,1,canoi,1,Canoinhas,701,Canoinhas em Dança,1,Carnaval,5,Casan,1,Caso encerrado,1,Celesc,3,Chapecoense,2,Chuvas,7,Cidades,9,Clube de Carros Antigos de Canoinhas,1,Colômbia,1,Concurso Público,2,Contrabando,1,Copa 2018,6,Corpo de Bombeiros de Canoinhas,94,Corpo de Bombeiros de Três Barras,10,Correios,1,Cotidiano,2,Crime,6,Crime sexual,2,Crise,1,Crise na Saúde,1,Crueldade,1,Cultura,19,Curiosidades,18,Curitiba,2,Defesa Civil,3,Defesa do Consumidor,3,Denúncias,1,Destaque,1,Desvio de cargas,1,Dia das Mães,1,Dia Internacional da Mulher,2,DIC Canoinhas,1,Dinheiro,2,Dinheiro falso,1,Direito do consumidor,2,Diversidades,6,Dívida com saúde pública,1,Documentos em Braille,1,Eclipse total,1,Economia,27,Educação,61,EEB Julia Baleoli Zaniolo,1,Eleições,4,Eleições 2018,8,Emoji,1,Empreendedorismo,1,Emprego,15,Enem 2018,1,Energia,2,Entretenimento,8,Erro médico,1,Esporte,14,Estiagem,5,Expo Três Barras,2,Extração ilegal,1,Fake News,2,Falso sequestro,1,Fatalidade,1,FECAM,1,Feminicídio,2,Feriados Nacionais,1,Fesmate,14,Floresta Nacional de Três Barras,2,Florianópolis,1,Frango contaminado,1,Frio intenso,1,Fundação do Meio Ambiente,1,Furto,1,Furto de filhotes,1,Futebol,1,Gaeco,1,Gilberto Passos,1,Golpe,7,Golpe em Canoinhas.,4,Gratificação natalina,1,Greve,17,Guaramirim,1,Habitação,1,hemosc,3,Homenagem,1,Hospital Santa Cruz,39,Humor,4,IDEB,1,Ilicitude,1,Incêndio,5,Incêndio em estufa,2,Inclusão,2,Informações,6,Informações úteis,15,INSS,1,Internet,1,Internet Rural,1,Inusitado,1,Inverno colorido,1,IPTU,2,IPVA 2017,1,Irineópolis,36,Itaiópolis,39,Itapoá,1,Jaragá do Sul,2,Jaraguá do Sul,10,JASC,1,JASTI,3,Jogos Abertos de Santa Catarina,1,Joinville,17,Justiça?,2,Lebon Régis,2,Lei,1,Lei Maria da Penha,14,Lesão corporal,1,Ligações fantasmas,1,Loiras,1,Lula,1,Má ideia!,1,Mafra,60,Maioridade penal,1,Major Vieira,118,Manchete,8,Mandado de prisão,1,Marcela Temer,1,Maus tratos,1,Meio Ambiente,4,Meio Amiente,2,Memórias,9,Mercado Público Municipal,3,Minas Gerais,2,Miss Santa Catarina,1,Mister Paper,1,Monte Castelo,16,Morte de TWD,1,Mortes em Lebon Régis,1,Natal da Paz,1,Natal Luz,2,Natureza,1,Naturismo,1,Nepotismo,1,Nossa história,15,Notícias Internacionais,21,Novelas,2,O carro é meu,1,Ocorrências Policiais,470,Opinião,1,Papai Noel brasileiro,1,Papanduva,39,Paraná,176,Patriotismo,1,PEC 287,1,Pedofilia,1,Pinhão,1,Pneus carecas,1,Polícia,84,Polícia Ambiental,77,Polícia Civil,34,Polícia Militar de Canoinhas,2,Política,219,Porto Alegre,1,Porto União,65,Prejuízo,1,Prêmio,2,Previsão do tempo,64,PRF,7,Processo seletivo,1,Que sono,1,Recapturado,1,Rede de Vizinhos,5,Rede Municiapl de Ensino,1,Redes Sociais,6,Regional,516,Regras eleitorais,1,Religião,1,Retrospectiva 2017,5,Retrospectiva 2018,4,Rio Canoinhas,11,Rio dos Cedros,2,Rio Grande do Sul,19,Rio Negrinho,30,Rio poluído,1,Rodovia SC 135,10,Salário Mínimo,1,Santa Catarina,601,Santa Cecília,10,São Bento do Sul,17,São Mateus do Sul,35,Saúde,108,SC,2,SC 283,1,SC 350,1,SC 451,1,SC 477,24,SC-340,1,Segurança,22,Serra do Rio do Rastro,3,Serra Dona Francisca,26,Serviço Militar,1,Setembro Amarelo,6,Solidariedade,19,SPFW,1,Spotligth,5,Sul catarinense,1,Super estômago,1,Temporal,2,Tentativa de assalto,2,Tentativa de homicídio,1,Timbó Grande,10,Toni Romanhuki,1,Tráfico,1,Tragédia em Minas Gerais,5,Tragédia na BR 280,1,Trânsito,32,Três Barras,297,Tubarão,1,TV Globo,1,União da Vitória,30,UPA,10,Urban Style,5,Utilidade Pública,228,Vaga de emprego,2,Variedades,118,VII Congresso Sul-americano de erva mate,1,Violência contra mulher,1,Voluntariado,1,WestRock,3,
ltr
item
Canoinhas Online | Notícias de Canoinhas, do estado e do país.: Um relato emocionante de quem viveu a tragédia de 1959, em Rio dos Pardos
Um relato emocionante de quem viveu a tragédia de 1959, em Rio dos Pardos
Irene Paul Reinert, hoje com 71 anos, conta o que foi a passagem do tufão na localidade de Rio dos Pardos, interior de Canoinhas.
https://3.bp.blogspot.com/-t6IRn5vXLg8/WZDrqYUpp3I/AAAAAAAAEW8/zvmugHjQQmw49EmcyQ-Ap-uKyAW0Xhs_QCLcBGAs/s1600/residencia%2Blourde%2Bpaul%2Breinert.jpg
https://3.bp.blogspot.com/-t6IRn5vXLg8/WZDrqYUpp3I/AAAAAAAAEW8/zvmugHjQQmw49EmcyQ-Ap-uKyAW0Xhs_QCLcBGAs/s72-c/residencia%2Blourde%2Bpaul%2Breinert.jpg
Canoinhas Online | Notícias de Canoinhas, do estado e do país.
https://www.canoinhasonline.com.br/2017/08/um-relato-emocionante-de-quem-viveu.html
https://www.canoinhasonline.com.br/
https://www.canoinhasonline.com.br/
https://www.canoinhasonline.com.br/2017/08/um-relato-emocionante-de-quem-viveu.html
true
314757626133630520
UTF-8
Carregou todas as postagens Não encontramos nenhum post Ver todas Ler mais Reply Cancel reply Delete Por Home PÁGINAS POSTAGENS Ver todas RECOMENDADO PARA VOCÊ MARCADOR ARQUIVO PESQUISA TODAS AS NOTÍCIAS Não encontrou nenhuma correspondência posterior com o seu pedido Voltar para página inicial Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ meses atrás mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para desbloquear Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy